fbpx

Como vender produtos artesanais na internet

Os produtos artesanais são um sucesso! Que tal vendê-los pela internet? Separamos dicas que vão te inspirar

Loja virtual sob Medida com agilidade e mensalidade acessível

A internet é hoje um dos melhores canais para vender produtos artesanais. O alcance da rede e o baixo custo de investimento que demanda fazem dela uma aliada dos artesãos e revendedores, ajudando a chegar a um público que dificilmente seria impactado fora do ambiente virtual. Por isso, é fundamental saber como vender artesanato pela internet.

A questão que normalmente surge é: o que fazer para comercializar produtos artesanais na web? É sobre isso que vamos conversar neste artigo. Você verá por que vale a pena usar essa estratégia de vendas, como aplicá-la de maneira eficiente e quais são as ferramentas que podem ajudar nesse trabalho. Boa leitura!

Por que usar a internet para vender produtos artesanais?

Um ponto que precisa ficar claro antes de você começar a venda de artesanato online é que não se trata apenas de um novo canal. Na realidade, pode ser o único ou oferecer suporte para suas vendas físicas ou de outra forma presencial. Então, em suma, vale a pena apostar nas vendas de produtos artesanais porque:

  • ajuda você a posicionar seu negócio no mercado;
  • permite encontrar as pessoas que realmente se enquadram no perfil de cliente ideal;
  • amplia o público, à medida que elimina barreiras geográficas;
  • reduz os custos de operação;
  • contribui para o aumento da taxa de conversão do negócio de modo geral;
  • aumenta sua lista de clientes potenciais;
  • facilita os processos de automação, o que permite vender de forma automática, sem a necessidade de interação para todas as negociações.

O que envolve uma boa estratégia de vendas online para artesanato?

Quando o assunto é vendas online, existem muitos detalhes para você considerar. Primeiramente, como o artesanato costuma ser oferecido por quem confecciona a peça, isso tende a aumentar o preço do produto. Um dos motivos é a atribuição da exclusividade e da característica da manualidade nesse trabalho, o que agrega valor aos itens.

Vale destacar que é preciso ir aos poucos. Afinal, se o seu trabalho é com artesanato, você não tem a obrigação de dominar o mundo do marketing digital e das vendas online. Entretanto, para conseguir resultados expressivos, é preciso ter disciplina e conhecer aos poucos as particularidades desse universo.

A seguir, separamos os principais pontos que merecem a sua atenção.

Posicionamento

Posicionamento é um conceito que se refere ao espaço que a sua marca vai ocupar na mente do público. Para tanto, é necessário buscar uma personalidade própria, ter coerência nas suas ações, entender quem é a sua persona e aprender a falar com ela para criar conexão.

Presença

Aqui, a proposta é estabelecer quais canais você pretende usar e, realmente, marcar presença neles. Talvez o ideal seja começar com a montagem da loja virtual e a participação em um a dois marketplaces e nas redes sociais. Vamos nos aprofundar no assunto mais adiante.

Atendimento

Um bom atendimento ao consumidor faz total diferença. Nesse sentido, crie conteúdos que ajudem seu público a entender um pouco mais sobre sua marca e o processo de confecção dos artesanatos, bem como esclarecer possíveis dúvidas. Além disso, responda às perguntas enviadas no privado.

Datas sazonais

As datas sazonais são ótimas oportunidades para alavancar suas vendas pela internet. Mas lembre-se de que, para aproveitá-las, você precisa de planejamento. Portanto, elabore um calendário para se programar para o aumento das demandas em datas como Dia das Mães, Black Friday e Natal.

Vendas online para artesanato

Quais as principais dicas para vender artesanato pela internet?

Agora, chegou o momento de aprender como aproveitar o potencial da web para vendas de produtos artesanais. Acompanhe!

Explore as redes sociais

As redes sociais são os locais em que as pessoas se reúnem em uma espécie de comunidade. Facebook e Instagram, por exemplo, são responsáveis por um grande volume de tráfego virtual. Logo, não dá para montar uma estratégia de venda de produtos artesanais sem incluir as redes sociais.

É interessante usá-las para atrair os potenciais clientes para a loja virtual ou direcioná-los para fazer pedidos por telefone ou e-mail, por exemplo. Para começar, é preciso entender o mecanismo de cada rede e verificar em quais delas o público-alvo do produto está.

Outras plataformas com um público mais específico são:

  • WhatsApp — permite um diálogo mais personalizado ou comunicações em massa por listas de transmissão e grupos, bem como a formação de grupos de pessoas conhecidas ou pela prospecção de leads;
  • Twitter — usado pelas pessoas que tendem a buscar mais conteúdos informativos;
  • Instagram — tem uma abrangência grande quando o assunto é imagens e vídeos curtos;
  • LinkedIn — mais voltado para assuntos de trabalho e para a troca de contatos profissionais.

Depois de descobrir em quais redes o público prefere estar, é importante verificar quais ações podem ser mais efetivas. Divulgar fotos, pequenos vídeos e textos que falem sobre os produtos é uma boa tática.

No entanto, é preciso prestar atenção em detalhes como frequência de publicação, horários e tipo de linguagem, por exemplo. Para descobrir a mais adequada para cada ambiente digital, o ideal é testar.

Participe de marketplaces

Um marketplace é, em suma, uma plataforma virtual que reúne diversos fornecedores — uma espécie de shopping virtual. Diferentemente das lojas virtuais, os workplaces não têm estoque físico, já que eles só fazem a venda. Toda a logística é de responsabilidade dos vendedores.

Esses são ambientes excelentes para a venda, pois geralmente conseguem um tráfego grande de visitantes por meio da divulgação de conteúdo e boa atuação em marketing digital. Para obter sucesso, é interessante buscar marketplaces especializados ou que tenham alguma proximidade com produtos artesanais.

Monte uma loja virtual própria

Para vender produtos artesanais na internet, é muito importante contar com uma loja virtual própria. Isso faz com que a imagem da marca se fortaleça, ao mesmo tempo em que complementa a estratégia digital.

Uma loja virtual não substitui as ações em redes sociais e a participação em marketplaces: ela complementa! Normalmente, as pessoas se sentem mais seguras comprando no e-commerce da própria loja, e esses outros canais ajudam a converter mais internautas em clientes.

Logicamente, é importante tomar cuidados para que a loja virtual esteja inserida dentro de uma plataforma forte, que dê conta do tráfego e onde as transações comerciais sejam rápidas e seguras para os usuários. Sendo assim, é preciso saber como escolher uma plataforma de e-commerce.

Além de uma ferramenta que ajude você a montar sua loja virtual, é essencial buscar soluções para gerenciar a presença nas redes sociais, desenvolver estratégias de SEO para aumentar a visibilidade em resultados de busca, como no Google, entre outras ações.

Gostou das nossas dicas para vender artesanato pela internet? As vendas online são uma tendência atrativa para os mais variados setores. Por esse motivo, é fundamental ficar de olho nas inovações e mudanças no comportamento do consumidor, a fim de garantir diferenciais competitivos para o seu negócio.

Se você quer obter essa vantagem, assine a nossa newsletter e receba dicas em primeira mão para alavancar suas vendas online!

2.5/5 - (19 Votos)

Conteúdos relacionados

Rolar para cima
Rolar para cima