A internet, sem sombra de dúvidas, é hoje um dos mais importante canais para vender produtos artesanais. O alcance da rede, aliado ao baixo custo de investimento, fazem dela uma aliada dos artesãos, ajudando a chegar a um público que dificilmente seria impactado fora do ambiente virtual.

Como vender produtos artesanais na internet

A questão é: o que fazer para comercializar produtos artesanais na web? É sobre isso que vamos conversar neste artigo. Continue lendo para obter dicas essenciais!

Vender produtos artesanais na internet passa, necessariamente, pelas redes sociais

As redes sociais são os locais em que as pessoas se reúnem em uma espécie de comunidade. Facebook e Instagram, por exemplo, são hoje responsáveis por um grande volume de tráfego virtual. Logo, não dá para montar uma estratégia de venda de produtos artesanais sem incluir as redes sociais.

É interessante usá-las para atrair os potenciais clientes para a loja virtual ou direcioná-los para fazer pedidos por telefone ou e-mail, por exemplo. Para começar, é preciso entender o mecanismo de cada rede e verificar em quais delas o público-alvo do produto está.

Além do Facebook, existem outras redes com um público mais específico. Por exemplo:

  • o Snapchat, app de imagens e vídeos instantâneos, é mais utilizado por adolescentes;
  • o Twitter é usado pelas pessoas que tendem a buscar mais conteúdos informativos;
  • o Instagram tem uma abrangência grande quando o assunto é imagens e vídeos curtos;
  • o LinkedIn é mais voltado para assuntos de trabalho e para a troca de contatos profissionais.

Depois de descobrir em quais redes o público prefere estar, é importante verificar que tipo de ações podem ser feitas. Divulgar fotos, pequenos vídeos e textos que falem sobre os produtos é uma boa tática.

No entanto, é preciso prestar atenção em detalhes como frequência de publicação, horários e tipo de linguagem, por exemplo. Para descobrir a mais adequada para cada ambiente digital, o ideal é testar.

Participar de um marketplace ajuda a ampliar a estratégia comercial de produtos artesanais

Uma outra dica é fazer parte de um marketplace, que é, em suma, uma plataforma virtual que reúne diversos fornecedores — uma espécie de shopping virtual. Diferentemente das lojas virtuais, os workplaces não têm estoque físico, pois eles só fazem a venda, sendo de responsabilidade dos vendedores toda a logística.

Estes são ambientes excelentes para a venda, pois geralmente conseguem um tráfego grande de visitantes por meio da divulgação de conteúdo e boa atuação em marketing digital. Para obter sucesso, é interessante buscar marketplaces especializados ou que tenham alguma proximidade com produtos artesanais.

Montar uma loja virtual própria fortalece a imagem da marca e amplia os canais de vendas na web

Para vender produtos artesanais na internet, é muito importante contar com uma loja virtual própria. Isso faz com que a marca se fortaleça, ao mesmo tempo em que complementa a estratégia digital.

Uma loja virtual não substitui as ações em redes sociais e a participação em marketplaces Muito pelo contrário: ela complementa! Normalmente, as pessoas se sentem mais seguras comprando no e-commerce da própria loja e estes outros canais ajudam a converter mais internautas em clientes.

Logicamente, é importante tomar cuidados para que a loja virtual esteja inserida dentro de uma plataforma forte, que dê conta do tráfego e onde as transações comerciais sejam rápidas e seguras para os usuários. Para saber como escolher uma plataforma de e-commerce, clique no link anterior e descubra.

E aí? Já sabe como vender produtos artesanais na internet? Caso tenha restado alguma dúvida, fique à vontade para nos perguntar nos comentários e também nas nossas redes sociais. Nós estamos no Facebook, LinkedIn e Youtube.

Salvar

Salvar

(Visited 269 times, 1 visits today)