Mapa da empatia e-commerce

Mapa da empatia: a estratégia que foca no cliente. Conheça!

Já contamos, aqui, sobre como a cultura do customer centric é importante! O foco no cliente, mais do que nunca, é essencial para o sucesso de qualquer negócio. Para isso, o mapa da empatia pode  se tornar um grande aliado. 

Mapa da empatia e-commerce

Como o próprio nome já diz, o mapa da empatia tem como intuito construir o perfil da sua persona através de sentimentos, se colocando de maneira próxima e sem julgamentos. Saber o que o seu consumidor pensa e deseja é uma das prioridades dessa ferramenta tão poderosa.

Vamos te contar mais sobre ela e te dar dicas para levá-la ao seu e-commerce. Hora de colocar a mão na massa e aprender mais sobre como alavancar suas ações de marketing.

O que é o Mapa da Empatia

Marcas humanas se aproximam de pessoas. E a empatia é o sentimento que torna isso possível. Se colocar no lugar do outro, compreendendo as suas necessidades é primordial.

Dito isso, imagine colocar todas essas sensações em um plano de ideias visível à sua equipe, em que todos possam compreender quem é essa pessoa que consome seus produtos? Com certeza, as tomadas de decisão serão bem mais assertivas.

O mapa de empatia pode ser colocado em um papel, um quadro ou até mesmo em um arquivo no computador. Independente do formato escolhido, o mais importante é que seja seguido o formato abaixo (imagem retirada do site Resultados Digitais):

mapa da empatia

No quadrado principal, você e seu time responderão às seguintes perguntas:

  • O que seu cliente pensa e sente?
  • O que ele escuta, quem o influencia?
  • O que ele vê, quem o cerca e como são os grupos no qual está inserido?
  • O que fala e faz? 

Logo abaixo, você desenhará as suas dores e necessidades.

Para facilitar, separamos 3 dicas para deixar o seu mapa da empatia redondinho! 

Três ideias para construir o mapa da empatia perfeito para o seu negócio

Defina o seu público-alvo antes de começar

Não há como iniciar o mapa da empatia sem o mínimo de informação sobre seu cliente. Esse tipo de coleta é mais genérica e é tida como a base da pirâmide, essa que te levará à persona.

O público-alvo consiste em saber a faixa etária, nacionalidade, gênero e região demográfica. Um exemplo:

Mulheres entre 20 e 45 anos, brasileiras que moram na região norte e nordeste do Brasil. Pronto! Está feito o seu primeiro recorte.

#DicaBertholdo: use e abuse dos gráficos das redes sociais e site. Eles mostram dados preciosos sobre o público-alvo.

Insira o time de marketing e vendas na construção do mapa da empatia

Esses são os dois setores que mais conhecem o cliente da sua empresa, além de você que a criou, claro. Por isso, não cometa o erro de deixar esses profissionais de fora dessa estratégia.

O marketing terá dados e informações sobre o comportamento da sua base de usuários. Já o time comercial, por estar na ponta do atendimento, será o responsável por contar o real sentimento por trás das negociações.

Construa um storytelling 

Após o brainstorming, chegou a hora de transformar o mapa da empatia em um storytelling. Isso consiste em transformar as informações em uma história que seja a mais próxima possível da realidade do seu cliente.

Veja o exemplo de um storytelling construído para uma persona de um curso de inglês para negócios:

Monique é estudante de marketing, solteira, sem filhos, possui 26 anos e trabalha como analista em uma empresa multinacional. 

Morando atualmente em São Paulo, capital, a profissional enxerga muitas possibilidades profissionais por meio da aprendizagem de um novo idioma. Por sentir que o inglês será a língua que mais abrirá futuras portas, procura por um curso com foco em negócios, onde possa ter flexibilidade de horários e, assim, estruturar o seu próprio ritmo de estudos.

A sua principal necessidade, então, é uma plataforma que oferece inglês online, com partes teóricas, exercícios e aulas de conversação com professores em todo o mundo. Por ainda ser estudante, também busca por uma opção mais viável financeiramente.

Viu só como contar uma história ajuda a se conectar com a persona? Isso ajudará não só na construção de novos produtos como, claro, na divulgação dos mesmos.

Vamos colocar em prática? Aproveite e veja mais dicas como essa, sobre o mapa da empatia, em nossas redes sociais. Estamos no Facebook, Instagram e LinkedIn!

Conteúdos relacionados

Rolar para cima