Um dos principais desafios para quem pretende criar uma loja virtual é a correta gestão dos itens armazenados, pois praticamente todas as rotinas internas dependem disso. Se em uma loja física, a integração entre comercial e estoque no local de vendas é importante. No ambiente virtual, a área logística ganha maior relevância, envolvendo distribuição e entregas.

Todavia, para que seus processos sejam corretamente executados, é vital ter um bom sistema de controle de estoque para e-commerce. Quando esse sistema é estruturado de forma planejada e organizada, você poderá obter maior fluidez no envio de produtos aos clientes.

Controle de estoque para e-commerce

Para ajudar na elaboração desse mecanismo, separamos 5 dicas para o seu controle de estoque para e-commerce. Confira:

1. Estruture o estoque conforme suas capacidades físicas

A primeira coisa a se fazer é organizar seu estoque conforme sua disponibilidade física, ou seja, os espaços para armazenagem dos quais dispõe. A partir desse ponto, você poderá decidir se adota um estoque tradicional ou se coloca em ação a prática de drop shipping, que consiste em solicitar um produto ao seu fornecedor assim que receber o pedido do cliente.

Nesse caso, seu fornecedor é quem embalará e enviará o item diretamente ao consumidor, de modo que você não terá exatamente um estoque para cuidar, bastando monitorar as entregas e documentações expedidas. Embora possa parecer vantajoso, o drop shipping requer muita confiança junto aos fornecedores, pois tanto as entregas quanto a qualidade dos produtos dependem deles.

Outro ponto que poderá pesar na hora de escolher entre armazenagem normal e a prática de drop shipping é o capital financeiro disponível, já que constituir um estoque requer maiores investimentos.

2. Escolha fornecedores confiáveis e integre sistemas

Nas duas opções acima, é fundamental escolher fornecedores confiáveis, especialmente quando for apenas intermediar as entregas. Nesse caso, vale destacar que um diferencial para e-commerces é a velocidade das entregas, motivo pelo qual pesquisar e optar por parceiros comerciais íntegros, responsáveis e ágeis é tão importante.

Depois que encontrar bons fornecedores, ou durante o processo de busca, veja se eles possuem sistemas gerenciais logísticos que se integram com o seu. Isso facilitará sua administração de materiais, podendo até haver trocas de informações sobre volumes de materiais armazenados.

Desse modo, eles poderão restituir os níveis mínimos de produtos em estoque, no caso da falta deles, sem que você precise avisá-los. As solicitações de itens, insumos e outros materiais também poderão ser simplificadas, sendo necessário apenas alguns cliques no sistema para serem feitas.

3. Analise o fluxo de entrada e de saída de produtos

Sempre analise o fluxo de entrada e de saída de produtos no seu estoque para descobrir quais os que vendem mais. Identifique também aqueles que costumam encalhar ou que saem em maior volume apenas em determinadas épocas do ano.

Com essas informações, você poderá organizar melhor seus processos de compras e estocagem, colocando à frente das prateleiras os itens de rápida saída para agilizar os envios.

4. Estabeleça um critério de hierarquização dos produtos

Após analisar o fluxo de entrada e saída de itens, você também poderá implantar um sistema de hierarquização e organização de produtos, como a curva ABC. Nessa metodologia, os itens são divididos em três grupos conforme aqueles que mais trazem receitas para as empresas (conjunto A) para os que menos impactam no faturamento (conjunto C).

Aplicando ela, você poderá direcionar esforços para aqueles itens que realmente necessitam de sua atenção, podendo aumentar os níveis deles no estoque.

5. Tenha uma ferramenta de gestão eficaz

Para que seu processo de controle de estoque de e-commerce seja efetivo, gerando resultados positivos, você precisa contar com uma ferramenta de gestão organizacional voltada a lojas virtuais que seja eficaz.

Por meio dela, você otimizará seus controles, melhorará os níveis de exatidão das informações de produtos armazenados e facilitará a gestão do estoque. Ainda evitará perdas, desperdícios e ineficiências que venham a gerar avarias em produtos e atrasos nas entregas.

Caso seu e-commerce utilize a plataforma Magento e não disponha de uma ferramenta automatizada de controle de estoque, uma ótima sugestão é utilizar o módulo BRTSync, desenvolvido pela Bertholdo.

Brt Sync permite sincronizar o estoque da loja física com a loja virtual de forma rápida e simples. Além disso, novos produtos podem ser inseridos no Magento utilizando a importação em massa. Seu processo de controle de estoque para e-commerce ficará mais fácil e ágil.

Seguindo essas sugestões acima, você poderá otimizar seus processos de estocagem. E ainda, aperfeiçoar os envios de produtos aos clientes e, consequentemente, obter maior satisfação deles. Isso aumentará suas chances de sucesso no mercado virtual.

E aí? Ficou com dúvidas sobre nossas dicas de controle de estoque para e-commerce? Compartilhe conosco nos comentários!

(Visited 305 times, 1 visits today)