Entrega no Vizinho: saiba mais sobre essa mudança dos Correios

Os Correiros lançaram a opção Entrega no Vizinho para melhorar a experiência de quem faz compras online. A novidade promete pôr fim ao problema do “destinatário ausente” e garantir a entrega da encomenda na data prevista. Para os lojistas, a opção exige alguns cuidados para não cometerem erros na hora da postagem.

O anúncio da nova modalidade de entrega foi feito no site dos Correios, com a explicação de que ela surgiu para “atender a uma sugestão recorrente” do público da empresa. De fato, a solução apresenta vantagens para os clientes e para a própria estatal.

Veja como a novidade funciona, quais os impactos no setor de e-commerce e como se adaptar a essa mudança.

Entrega no vizinho

Como funciona a Entrega no Vizinho?

A nova modalidade, que não tem custo adicional e vale para o Brasil inteiro, permite que o remetente indique um endereço alternativo ao destinatário para a entrega da encomenda. Esse endereço se restringe aos vizinhos: duas casas para a direita, duas casas para a esquerda ou o endereço à frente do destinatário principal.

No caso de quem mora em prédios, o endereço alternativo pode ser qualquer apartamento do mesmo edifício do destinatário. A opção Entrega no Vizinho está disponível para entregas nas modalidades SEDEX e PAC.

Como o e-commerce pode se adaptar a essa mudança?

Para aproveitar essa opção que turbina a experiência de compra do cliente, o remetente deve preencher a etiqueta de endereçamento disponível na página dos Correios para declarar que a Entrega no Vizinho está autorizada, bem como informar o endereço alternativo para a entrega da encomenda.

Nesse caso, o remetente deve levar a etiqueta impressa e preenchida na hora de fazer a postagem na agência dos Correios. Para acelerar esse processo, é recomendado ter um contrato com os Correios.

Dessa forma, na interação com o serviço de web da estatal (Serviço de Gerenciamento de Postagem – SIGEP), a etiqueta de endereçamento pode ser gerada no sistema e o serviço adicional é incluído na Pré-Lista de Postagem (PLP), que é automaticamente enviada à unidade dos Correios.

Isso significa um processo de postagem muito mais rápido. Você não precisa esperar na fila sempre que tiver de postar alguma encomenda. Basta deixá-la no balcão da agência, já que o sistema dos Correios tem todas as informações necessárias.

Entrega no vizinho: Saiba mais sobre essa mudança dos Correios

Como informar a novidade aos consumidores?

A opção de Entrega no Vizinho também favorece a reputação das lojas virtuais. Vale lembrar que a experiência de compra inicia com as primeiras interações e vai até o momento em que a pessoa utiliza o item adquirido. No caso do e-commerce, quanto menor for o tempo entre comprar o produto e usá-lo, maior será a satisfação do cliente.

A Entrega no Vizinho evita que esse tempo se estenda e deixe o consumidor impaciente. Portanto, é uma possibilidade que vale a pena ser divulgada para os clientes (com um destaque da opção no site, por exemplo). Como vimos, também é importante considerar firmar um contrato com os Correios para otimizar o processo de postagem.

Achou as informações relevantes? Compartilhe este conteúdo nas suas redes sociais para que seus contatos fiquem em dia com as novidades nos serviços de entrega no Brasil.

5/5 - (3 votes)

Conteúdos relacionados

Rolar para cima