Uma das principais dúvidas dos lojistas de primeira viagem é: preciso de um CNPJ para abrir uma loja virtual? E seu eu começar utilizando o meu CPF, o que acontece quando o meu negócio crescer?

Essa questão é de suma importância e você deve, sim, buscar ajuda. Sobre isso, analise o que é melhor para o seu negócio de acordo com com a sua realidade atual. Também leve em conta as projeções para o futuro. Vamos saber mais?

porque-preciso-cnpj-loja-virtual

CNPJ ou CPF: o que preciso para abrir a minha loja?

Pra começar, vamos relembrar o que é CPF e CNPJ.

O primeiro é o Cadastro de Pessoa Física, sua emissão não é obrigatória, mas é indicado que todo cidadão tenha o seu. Por ele, você consegue abrir contas bancárias, fazer compras parceladas e declarar à Receita Federal os seus ganhos. Porém, tudo isso tendo como base uma única pessoa.

Já o CNPJ é o Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas e tem como foco as empresas. Por ele, você, como empreendedor, emite notas fiscais, favorece parcerias, consegue negociar com mais credibilidade e, claro, também declara impostos à RF.

Até aqui, tudo bem, não é mesmo? Mas, você precisa mesmo ter um CNPJ para abrir a sua loja virtual?

A resposta é não. Você não precisa. Mas essa decisão deve partir da análise que citamos no início desse conteúdo.

Um dos principais sonhos atuais é ter um negócio próprio, sendo que o e-commerce é uma das maneiras mais viáveis para que isso se concretize. Por isso mesmo, o número de empreendedores no Brasil só cresce e, pela facilidade, muitos optam por tocar o negócio informalmente (sem CNPJ).

Porém, ter um CNPJ manterá o seu negócio funcionando legalmente, além trazer muitos benefícios. Vamos ver isso agora!

Quais as vantagens de ter um CNPJ para a minha loja virtual?

Falamos da não obrigatoriedade de ter um CNPJ para a abertura do seu e-commerce, mas frisamos que isso é aconselhável. Nesse momento, você deve estar se perguntando sobre os motivos para fazermos tal afirmação.

Pois bem, vamos à elas:

  • Formalização e prestação de contas à Receita Federal;
  • Credibilidade com clientes e fornecedores;
  • Abertura de crédito especial para empresas;
  • Emissão de nota fiscal;
  • Mais facilidade em negociar com fornecedores;
  • Maior projeção de crescimento;
  • Formalização dos funcionários.

Em resumo, com o CNPJ, a sua loja virtual terá mais credibilidade no mercado: tanto com fornecedores, quanto com clientes. Hoje em dia, com o acesso à internet, todos pesquisam onde comprar, se a empresa é legalizada e confiável.

Como emitir um CNPJ para a minha loja?

Para registrar a sua empresa, acesse a página da Receita Federal e siga as instruções. Para isso, não há nenhum custo. Porém, isso não significa que registrar o seu negócio  não acarretará despesas futuras. Por isso, indicamos que, se possível, você tenha um contador acompanhando o seu negócio, para que não haja prejuízos.

Ainda sobre a emissão do CNPJ, você precisará registrar o endereço. Para negócios pequenos é comum que os proprietários insiram a própria residência. Isso não é errado, mas, se houver a possibilidade, tenha um espaço próprio como sede da sua loja virtual.

cnpj-para-loja-virtual

MEI: mais uma opção para microempreendedores

Outra opção para você que é microempreendedor é o MEI – Microempreendedor Individual.

Para se cadastrar é necessário que o seu negócio fature até R$ 60.000,00 ao ano e não tenha participação em nenhuma outra empresa como sócio ou titular. Além disso, você pode contratar até um funcionário que recebe um salário mínimo ou o piso da categoria.

Uma boa não é? Veja mais vantagens:

  • Registro no CNPJ;
  • Abertura de conta bancária;
  • Pedido de empréstimo;
  • Emissão de nota fiscal.

Outra facilidade do MEI é que ele se enquadra no Simples Nacional e, por isso, é isento dos tributos federais como imposto de rende, PIS, confins, IPI e CSLL.

Os valores fixos ao mês são: R$ 45,00 (comércio ou indústria), R$ 49,00 (prestação de serviços) ou R$ 50,00 (comércio e serviços), destinados à Previdência Social e ao ICMS ou ao ISS. As taxas são atualizadas anualmente, seguindo o salário mínimo.

Agora, ficou mais fácil decidir o que é melhor pra você! Para te ajudar ainda mais, produzimos um eBook com dicas e informações para quem quer abrir uma loja virtual. Clique aqui e receba gratuitamente!

Salvar

(Visited 2.637 times, 5 visits today)