Se você tem uma loja virtual, provavelmente já pesquisou por diversas ferramentas a fim de melhorar os seus resultados. Grande parte dos lojistas investem massivamente em anúncios patrocinados, no entanto, de nada adianta atrair pessoas para a loja virtual e não convertê-las — é aí que entra a importância da landing page.

Sabemos que os resultados não vêm do dia para a noite. Por mais que você invista na divulgação, chega uma hora em que é necessário conseguir tráfego orgânico e criar meios para aumentar a conversão de maneira natural. Desse modo, seu negócio tem um crescimento saudável e você diminui gradativamente a verba com anúncios pagos.

Quer entender o que é uma landing page, sua principal vantagem e os elementos que devem estar presentes em sua página? Continue lendo e confira!   

O que é uma landing page?

Trata-se de uma página simples e objetiva que tem como finalidade converter um usuário em lead ou cliente. Diferentemente das demais páginas do seu site, a landing page deve ser elaborada para dar destaque à oferta. Portanto, é essencial que ela disponha de poucos elementos: apenas as informações essenciais.

Nem sempre o consumidor está pronto para adquirir um produto. Nesse caso, a melhor opção é conduzi-lo pelo funil de vendas até que ele esteja maduro o suficiente para efetuar a compra online ou ser abordado pela equipe comercial.

Na trajetória pelo funil, você pode disponibilizar materiais informativos para download — como e-books, infográficos ou videoaulas — em troca dos dados do usuário. A captura desses dados, normalmente, é realizada em um landing page específica para cada situação.

Landing Page no E-Commerce

Qual é a sua maior vantagem?

O principal benefício da landing page é aumentar a sua taxa de conversão. Com uma página bem otimizada, além de atrair visitantes por meio dos mecanismos de busca ou anúncios patrocinados, as chances deles se interessarem pela oferta e adquiri-la são maiores.

Ao capturar contatos com essa ferramenta, você tem em mãos uma lista de pessoas que se interessam, de fato, pelos seus produtos ou serviços. O mesmo não acontece quando você compra listas de e-mails prontas. Afinal, trata-se de usuários que, provavelmente, nem conhecem a sua marca e o que você tem a oferecer.  

Quais elementos devem estar presentes na landing page?

Antes de criar uma landing page, é preciso ter em mente que existem alguns itens que são indispensáveis para que você consiga a melhor performance. Confira os principais deles abaixo!

Título

Esse é o primeiro elemento que vai atrair ou não a atenção do usuário. O título precisa ser objetivo e gerar uma expectativa. Caso contrário, é bastante provável que o visitante não siga adiante. Lembre-se também de pesquisar, escolher e inserir a melhor palavra-chave para ser encontrado pelos motores de busca.

Descrição do conteúdo

Agora que você conseguiu a atenção do consumidor, apresente um resumo do que ele vai encontrar no material ofertado e seus benefícios. O maior desafio aqui é ser convincente sem se alongar demais no assunto. É preferível que você insira todas as informações de modo que ele não precise rolar a tela para saber mais. Você pode também utilizar imagens ou um vídeo para melhorar o desempenho da sua landing page.

Formulário

Quando mal desenvolvido, o formulário gera muitas desistências por parte dos usuários. Para diminuir essa rejeição, peça somente os dados mais importantes, como o nome e e-mail. Dessa forma, sua taxa de conversão tende a ser maior.  

CTA

Nas landing pages, o CTA (call to action) vem na forma de um botão chamando a pessoa para a ação. Geralmente, são frases do tipo: “receber material” ou “adquirir o produto”.

É preciso ficar claro o que ela vai receber ao clicar. Encontre a melhor posição para inserir o seu CTA e deixe-o contrastado com os demais elementos. Assim, ele fica em evidência e dificilmente passa batido.  

O que é uma landing page e como funciona no e-commerce

Apesar de não existir uma fórmula definitiva para o sucesso da sua landing page, é possível diminuir as chances de erro com essas dicas. O ideal é monitorar o comportamento dos usuários por meio das ferramentas de testes A/B, heatmaps e analytics. Dessa maneira, você conhece as principais objeções e consegue repará-las.

Quer ser notificado por e-mail quando surgir um conteúdo novo por aqui? Então assine a nossa newsletter! Basta informar seu nome e seu melhor e-mail no formulário abaixo. 

(Visited 4 times, 1 visits today)