imaginou posicionar os links dos produtos da sua loja virtual na primeira página do Google? Para você ter uma ideia do grande benefício disso, uma pesquisa promovida pela Smart Insights revelou que 30% dos cliques são concentrados na primeira posição, enquanto 18% e 12% ficam no segundo e terceiro lugares, respectivamente.

Mas esteja ciente de que, se o ganho é alto, o trabalho também é! Por isso, é preciso saber muito bem quais são as técnicas e os segredos para conseguir colocar o seu negócio no topo das pesquisas. E é sobre essa questão que falaremos neste post.

Das otimizações na infraestrutura das plataformas às melhores estratégias de marketing para e-commerce da atualidade, continue a leitura para aprender como aparecer na primeira página do Google!

Primeira página do Google

Como funciona o mecanismo de buscas do Google?

O Google é uma das principais fontes de tráfego de um site. Sempre que precisamos pesquisar algo, o buscador é a primeira coisa que nos vem à mente. Então, nada mais interessante para as marcas do que colocar seus links nas primeiras posições dos resultados, certo?

Quando uma pesquisa é feita, as primeiras respostas costumam ser anúncios patrocinados. Esses resultados são criados no Google Ads (antigo Google AdWords) e são pagos pelas empresas. Esse serviço funciona como uma espécie de “leilão virtual de palavras-chave”, no qual o anunciante que dá o maior lance ganha a presença ou sobe suas posições no ranking dos resultados.

Porém, o que todos querem mesmo é posicionar suas páginas nos resultados orgânicos, ou seja, sem pagar nada para o Google! Para isso, é preciso aplicar técnicas de SEO, ou Search Engine Optimization, estratégias que visam aumentar a encontrabilidade e a relevância das páginas nos mecanismos de busca.

Esse sistema funciona com o objetivo de apresentar as respostas mais relevantes ao usuário. Ele lê o termo utilizado e faz uma varredura na rede para encontrar as páginas que apresentam o conteúdo mais adequado.

Para tal fim, o buscador avalia a estrutura do conteúdo, a experiência do usuário, a qualidade da estrutura dos dados do site, o número de acessos, links e várias outras informações.

Como conquistar a primeira página do Google?

Pois bem, agora você já sabe que é importante aparecer na primeira página do Google, mas como fazer isso? A seguir, apresentamos 14 dicas de ouro. Veja!

1. Cadastre-se no Google Meu Negócio

O Google Meu Negócio é a plataforma de gerenciamento de negócios locais do Google. Se além do e-commerce, você também tem um ponto de venda físico, essa é uma ótima oportunidade de conquistar não apenas a primeira página do Google, como ganhar prioridade nos resultados de buscas locais (baseadas em geolocalização).

O melhor de tudo é que o cadastro nesse serviço é gratuito e a localização da sua loja também é marcada com um “alfinete” no Google Maps.

2. Crie descrições de produtos completas

É essencial criar descrições de produtos com excelência. Pense em todas as informações que os consumidores podem necessitar e crie um material bem organizado, estruturado e que facilite a leitura e a compreensão.

Nada de criar blocos de texto cansativos e entediantes. Elabore um conteúdo com intertítulos, tópicos e categorias. Além disso, posicione corretamente a palavra-chave, pelo menos uma vez na introdução, no desenvolvimento e na conclusão. Se possível, coloque o termo também em um intertítulo — sem ficar muito forçado.

3. Invista em imagens de qualidade

Você compraria um produto na internet sem ver a foto dele? Certamente não! A imagem do item é fundamental! Mesmo que a mercadoria seja de alta qualidade, o consumidor pode desconfiar da honestidade da loja se a fotografia não for bem tirada.

Por isso, invista em bons equipamentos, escolha um plano de fundo adequado e foque nos diferenciais do produto. Não se esqueça de utilizar o campo de texto alternativo para nomear a imagem. Uma boa dica é usar a palavra-chave nesse espaço.

4. Estimule as avaliações positivas de clientes

Muitos consumidores usam a internet para buscarem opiniões de pessoas que já adquiriram determinado produto. Sendo assim, é interessante abrir essa possibilidade no seu site. Deixe que o público dê a opinião e estimule essa prática!

Vale destacar que o algoritmo do Google também considera os comentários de avaliações nas páginas como um fator de confiança e engajamento.

5. Promova sua marca nas redes sociais

As redes sociais mudaram completamente a forma como as pessoas lidam com a internet e com as suas marcas preferidas. A boa notícia para os empreendedores é que, pela primeira vez, empresas e clientes conversam como amigos.

Entretanto, é importante entender que um trabalho de marketing nessas plataformas exige muito empenho. Seus usuários buscam interações instantâneas e não têm muita paciência para peças publicitárias.

O melhor caminho para se sobressair, portanto, envolve mergulhar no universo da sua audiência, se envolver nos assuntos de maior interesse dessas pessoas e atuar da maneira mais humanizada possível. Gifs, memes e piadas são recursos muito bem-vindos!

Busca no Google

6. Monte uma estratégia de conteúdo profissional

Embora os detalhes técnicos tenham ganhado notoriedade nos últimos anos, o maior objetivo do Google continua sendo o mesmo: entregar o conteúdo mais relevante possível para seus usuários.

No entanto, criar materiais de imensa qualidade textual ou visual sem o planejamento e a configuração corretos é uma verdadeira perda de tempo, pois pouquíssima gente conseguirá encontrá-los. Ou, pior: você pode acabar atraindo as pessoas erradas, aquelas que jamais comprarão algo em sua loja.

Sendo assim, é imprescindível caprichar na sua estratégia de conteúdo: escolher boas palavras-chave, criar títulos e ofertas atraentes e realizar as devidas otimizações (SEO). E, claro, não se esqueça de monitorar os seus resultados e procurar melhorar o seu trabalho continuamente.

Além de uma boa equipe de produção de conteúdo, você precisará adotar métricas e utilizar ferramentas de marketing digital, como o Google Analytics, para gerenciar o desempenho das suas ações.

7. Trabalhe seu link building

Os links têm um papel fundamental na corrida pela primeira página do Google. Os links internos, aqueles apontados para outros conteúdos do seu site, facilitam a indexação de novas páginas e também contribuem com a navegação dos usuários.

Os links externos, em especial os backlinks (aqueles inseridos por outros sites que direcionam para o seu), desempenham uma função chave em um dos mais importantes parâmetros de rankeamento do Google: a autoridade de domínio.

A lógica é simples: se sites de qualidade estão recomendando seus conteúdos ou sua loja, provavelmente o seu endereço também é eficaz e confiável.

Uma ótima estratégia para obter backlinks são os guest posts, parcerias entre diferentes blogs (de áreas semelhantes) na qual um deles tem a oportunidade de publicar um conteúdo na plataforma do outro e vice-versa.

8. Prepare seu e-commerce para o Google Shopping

Investir em uma boa plataforma de e-commerce é fundamental para aumentar o tráfego orgânico em seu site. Mas, também para viabilizar ajustes técnicos que podem potencializar a sua presença nas buscas.

Um dos recursos mais importantes que toda loja deve explorar é o Google Shopping, o comparador de preços incorporado ao próprio Google. Além de ganhar prioridade nas pesquisas mais específicas (que citam o produto), sua empresa ganha um segundo espaço na aba Shopping do buscador.

Para utilizar o serviço, a primeira coisa a fazer é realizar um cadastro da plataforma Google Merchant Center onde será solicitada uma conta no GoogleAds. O restante do processo de integração, porém, pode exigir algumas configurações mais profundas na estrutura e nos arquivos gerados em seu website.

9. Atualize seu site de acordo com o Mobile Marketing

Os dispositivos móveis são a nova janela da internet. Por isso, sites do mundo inteiro estão atualizando suas plataformas, seus códigos e seu conteúdo para se adaptar a essa nova realidade mobile.

Entre os atuais requisitos do Google nessa categoria de otimização, temos o Mobile Friendly, que exige a presença de uma versão exclusiva para dispositivos móveis na estrutura dos sites, Outra é o Mobile First Index que, entre outras mudanças, toma a versão mobile dos websites como prioridade na indexação de páginas no buscador.

10. Defina as palavras-chave relevantes para o negócio

Apenas conseguir estar nos primeiros resultados de busca pode não ser satisfatório. Por exemplo, no marketing para um e-commerce de roupas femininas, palavras-chave como “moda”, “vestuário” e “look” podem ser extremamente relevantes. Já uma loja virtual de peças para automóveis terá outros termos, como “motor” e “amortecedor”.

Isso significa que é preciso pensar na persona, acompanhando o processo de construção de um funil de vendas. O objetivo é descobrir quais os termos que levam a pessoa certa para o topo do funil. Dessa forma, suas páginas se destacam para clientes potenciais, o que aumenta as chances de conversão.

11. Desenvolva conteúdos voltados para os produtos

Os produtos do e-commerce são instrumentos poderosos para rankear bem no Google. No entanto, eles só se destacam para quem já está procurando os produtos ou serviços que você oferece.

Para vender um tônico capilar, por exemplo, é interessante aparecer para quem busca por “como evitar queda de cabelo” ou “como fortalecer a raiz dos cabelos”.

Se seus conteúdos estão relacionados ao seu mix de produtos e serviços e realmente buscam solucionar a dor da persona, o Google entenderá que suas páginas são relevantes e vai apresentá-las para seus usuários.

12. Padronize URLs e aposte nas meta tags

Dois pontos relevantes para aparecer na primeira página do Google estão ligados ao SEO. Um deles é a forma como você nomeia o endereço ou URL (o endereço específico da página).

O ideal é que o slug — outro nome dado ao endereço — tenha a palavra-chave e apresente uma conexão com o assunto. Este artigo, por exemplo, que traz informações úteis para você melhorar o rankeamento do seu site, tem o slug: “produto-aparecer-primeira-pagina-do-google/”.

Outro aspecto muito importante é a meta tag de descrição, que deve ser sempre original. Com ela, o usuário tem uma prévia do que verá na página. A estratégia de preencher esse campo corretamente melhora a experiência do usuário e aumenta as chances de conseguir um clique.

13. Acompanhe as mudanças no algoritmo do Google

Há uma década, era possível obter destaque para suas páginas com poucas estratégias de SEO. A cada ano, tanto a concorrência aumenta como as diretrizes do Google ficam mais específicas. Ocorrem alterações constantes nos algoritmos que definem o que é visto como boa prática ou não.

Isso pode até parecer algo para dificultar o processo de conseguir um bom posicionamento nos resultados de busca. Entretanto, o objetivo é facilitar a vida do usuário, entregando resultados relevantes em sites que carregam rapidamente e promovem uma experiência satisfatória para quem está navegando.

14. Conte com ajuda profissional

Por fim, para garantir o sucesso e realmente conquistar a primeira página do Google, não deixe de contar com ajuda profissional. Uma empresa especializada é capaz de planejar e executar as melhores estratégias, mantendo o controle dos resultados e tomando as medidas certas para garantir a sua correta evolução.

Pronto para aparecer na primeira página do Google?

Portanto, como vimos em nosso artigo, se o seu objetivo é aumentar as vendas dos seus produtos, você não pode deixar de inserir a sua loja virtual na primeira página do Google. As posições de destaque têm o potencial de elevar o tráfego no seu site e fazer com que sua marca se torne uma referência no mercado.

Para aparecer na primeira página do Google, é possível aplicar estratégias de tráfego pago, principalmente apostando no destaque dos produtos. Mas mostramos que também dá para garantir visibilidade a partir do uso de técnicas de tráfego orgânico, o que inclui adaptar o SEO e produzir conteúdos relevantes que ajudem a sanar a dor do seu público.

Falando em recursos que podem favorecer o rankeamento da sua loja virtual, você sabe o que são os Featured Snippets? Não? Então leia o nosso artigo que explica como alcançar a “posição zero” no Google!

(Visited 1.652 times, 1 visits today)
Como fazer o seu produto aparecer na primeira página do Google? Como fazer o seu produto aparecer na primeira página do Google? Como fazer o seu produto aparecer na primeira página do Google? 2020-09-18 16:00:27
5 5 1