O Google Shopping é uma excelente estratégia para expor os seus produtos na vitrine virtual do Google, fazendo os itens do seu e-commerce aparecerem antes dos primeiros resultados de busca. Descubra como funciona e como anunciar!

Se você deseja saber o que é o Google Shopping, como funciona e as vantagens que ele proporciona, este post é para você.

Você já utilizou a internet para buscar um produto que desejava comprar, não é mesmo? Na própria página de resultados, é bem fácil comparar ofertas e avaliar depoimentos de consumidores de forma a embasar a decisão de compra. Talvez você já tenha esbarrado no Google Shopping e não tenha percebido.

Para as empresas, é importante considerar os diferentes canais que servem de referência para essas buscas. Nesse sentido, o Google Shopping é uma ferramenta que pode trazer ótimos resultados. Se você deseja saber o que é o Google Shopping, como funciona, quais os benefícios e as outras ações de marketing para e-commerce que otimizam as campanhas nessa plataforma, continue a leitura do nosso texto.

Coisas que você precisa saber sobre o Google Shopping

O que é Google Shopping?

Lançado em 2011, o Google Shopping é uma plataforma criada, basicamente, para facilitar a procura de produtos pelos usuários. Com ela, é fácil comparar ofertas de diferentes lojas virtuais, avaliando o preço e até os depoimentos dos consumidores sobre o que desejam comprar.

Como o Google Shopping funciona?

Se você não está se lembrando de ter visto um anúncio no Google Shopping, vamos fazer uma pausa neste artigo para demonstrar. Abra uma janela no seu navegador e entre no Google. Lá, você vai digitar algum produto do seu interesse, como um modelo automotivo, uma geladeira, qualquer coisa. Você pode digitar “TV LED”, por exemplo.

Google - Pesquisa TV LEDAntes dos anúncios patrocinados serão mostradas algumas miniaturas do produto, em conjunto com o preço e a loja virtual onde o item está sendo oferecido. Se você clicar na aba “Shopping”, dentre as opções, que ficam na parte superior da tela, você será redirecionado à página do Google Shopping. Lá poderá filtrar os produtos por categoria, preço, marca, dentre outras características que são importantes para os usuários, como itens novos ou disponíveis nas proximidades.Conparando produtos no Google

Se, por um lado essa plataforma é boa para os usuários, facilitando a busca e as comparações, é ótima, também, para as empresas. Para incluir os seus produtos no Google Shopping você deve acessar o Merchant Center e cadastrá-los. O catálogo é feito com um arquivo dos itens. Para ter certeza de como deve ser esse arquivo, basta entrar na Visão geral dos feeds de dados. O Google mostra, dentro da página de ajuda, a especificação dos dados do produto.

Quais são as vantagens em utilizar o Google Shopping?

Para manter uma loja virtual, você deve acompanhar as tendências constantemente e descobrir ações que funcionam para destacar o seu mix para o perfil certo e fazer as vendas. Confira, a seguir, alguns motivos para apostar nessa estratégia.

Maior tráfego para o site

Quando uma busca é feita na internet, os anúncios que estão nas primeiras posições recebem maior atenção do público. No caso do Google Shopping, os produtos aparecem antes dos anúncios de texto e ainda com imagens chamativas. Com isso, a taxa de cliques é bem alta e é possível atrair muitos visitantes para o seu site.

Leads mais qualificados

Quando você faz uma busca na internet por um produto específico é porque já tem algum conhecimento sobre ele ou já tem alguma predisposição a escolhê-lo ou avaliá-lo, não é mesmo? Isso significa que os leads que são atraídos para o site têm maior possibilidade de serem convertidos, pois estão mais próximos da decisão de compra.

Análise de desempenho na plataforma

O Google Shopping gera um relatório bem completo das buscas. Por meio dele, você pode avaliar o tipo de categoria que mais foi procurada, as características técnicas ou até mesmo as marcas. Todos esses dados servem para a criação de uma boa estratégia e ajudam a embasar as tomadas de decisão.

De quais formas dá para anunciar?

Seus produtos cadastrados no Google Merchant ficam disponíveis para a divulgação no Shopping. Atualmente, existem 3 formas diferentes para fazer isso:

  • exibição do produto no Shopping — o usuário terá acesso ao seu anúncio somente quando entrar na aba do Google Shopping;
  • Showcase Shopping — também conhecido como anúncio de demonstração, permite criar coleções com produtos do mesmo anunciante, gerando a possibilidade de comparação;
  • catálogo local — especial para quem já tem uma loja física, ajuda a direcionar a persona para um estabelecimento indicado pelo anunciante.

Como funciona o rastreamento de pedidos?

O novo Google Shopping permite ainda mais uma vantagem para o usuário: a possibilidade de rastrear o preço de algum item específico. Sendo assim, a pessoa pode acompanhar o valor de determinado produto, sendo alertada quando esse cair. Com isso, as ofertas e promoções ganham um destaque a mais na plataforma de anúncio. Também é possível checar se há disponibilidade de estoque em lojas próximas do usuário ou mesmo se o produto está esgotado.

Outro recurso, disponível apenas para os Estados Unidos, por enquanto, é uma integração com o Google Lens. Assim, se a pessoa encontrar uma peça de vestuário numa rede social ou fotografar alguma, basta ativar a função de rastreamento do produto para encontrar outros looks de pessoas usando o item.

Quais estratégias integrar com os anúncios do Google Shopping?

Talvez você já tenha o hábito de criar campanhas, apostando nas melhores datas para vender e esteja se perguntando como o Google Shopping pode otimizar as suas estratégias. O primeiro ponto é que todas as ações que você escolhe aplicar devem ter coerência. Então, se os seus produtos estão se destacando no Shopping, conciliar com uma estratégia de remarketing pode ser uma excelente opção.

Além disso, é possível construir vitrines chamativas, com opções de imagens para que o seu público entenda melhor o produto (como dimensões e detalhes). Ofereça várias formas de pagamento para diminuir objeções de compra. Dê atenção para os seus canais de atendimento, criando uma relação de proximidade do consumidor com a sua marca.

Também é interessante sincronizar os seus anúncios com as campanhas de marketing. Afinal, a partir de 2020, os anúncios no Google Shopping passaram a ser gratuitos, mas eles podem se integrar com uma estratégia de tráfego pago. Então, se o foco do e-commerce for dar visibilidade para os produtos, aumentar as vendas ou diminuir o abandono de carrinho, por exemplo, o Google Shopping pode ser um forte aliado e estará coerente com a meta.

Quais são as melhores práticas para anunciar no Google Shopping?

Ao criar as campanhas gratuitas no Google Shopping, existe uma grande preocupação: estar entre os primeiros resultados. Segundo a empresa, o pagamento de anúncios é apenas um dos fatores que podem ajudar no ranqueamento. Então, para aproveitar a oportunidade, é fundamental investir em outros quesitos, gerar relevância e destacar os seus produtos. Veja alguns pontos abaixo.

Escolha os melhores produtos para anunciar

Um e-commerce normalmente conta com uma grande variedade de produtos. Essa é uma das principais estratégias que ajudam no processo de decisão de compra, fazendo com que o usuário aumente o seu ticket médio com o objetivo de economizar no frete. Entretanto, isso não significa que todas as suas soluções precisam ser cadastradas no Merchant Center.

Faça uma análise do seu mix, observando quais são as tendências do mercado, o que você tem vendido mais e quais produtos podem ser considerados o carro-chefe do seu negócio. Afinal, cadastrar e gerenciar vários itens ao mesmo tempo pode dispersar o foco e fazer com que você tenha vários produtos no Google Shopping, mas nenhum deles com destaque.

Pense em quem é a sua persona

O fato de estar na primeira página do Google é realmente muito importante para um negócio virtual. Outro ponto é: quem está vendo esse resultado? Imagine que você esteja oferecendo TVs de LED de última geração, mas conseguindo fazer o seu produto aparecer em termos de pesquisa como “conserto de TV”. Provavelmente esse bom posicionamento não gerará vendas.

Por isso, pense na sua persona e se pergunte: como o meu público normalmente chega ao meu e-commerce? Quais são as perguntas e os termos de pesquisa que ele utiliza para encontrar os meus produtos (e os da concorrência)?

Dessa forma, você conseguirá identificar qual precisa ser o foco dos seus anúncios e se destacará para pessoas com o perfil de cliente ideal da sua marca.

Capriche na elaboração do anúncio

Existem muitas estratégias de marketing para e-commerce que podem atrair e engajar o público. O desenvolvimento do seu anúncio é um dos principais fatores para gerar visibilidade para o negócio. Por isso, aposte em:

  • títulos chamativos — o título para um produto deve ser descritivo, claro e, ao mesmo tempo, curto. Se você ultrapassar o limite de caracteres, poderá criar os indesejáveis “3 pontos”;
  • fotos bem trabalhadas — aqui, aplica-se o clichê “uma imagem vale mais que mil palavras”. Aposte em imagens bem definidas, com cores vivas e que destaquem o produto;
  • informações claras — lembre-se de que os dados, como a URL de destino do produto e o preço, devem ser claros, garantindo que os cliques realizados no anúncio levarão o usuário para o seu e-commerce.

Garanta que o seu e-commerce seja responsivo

Quando falamos do ranqueamento no Google, estamos falando de experiência do usuário. Sempre melhorando os fatores para definir quem aparece e também quem se destaca, os mecanismos que surgem estão focados em facilitar a vida de quem está buscando algo. Com a tendência de acesso à internet por smartphones, o mobile passa a ser muito relevante.

Assim, e-commerces responsivos (que se adaptam aos diferentes formatos de tela) e mobile first (que priorizam o design mobile em relação à versão para desktop) certamente ganham mais alguns pontos. Por esse motivo, contar com uma página de destino responsiva pode ser bastante relevante para ajudar os seus produtos a se destacarem nos resultados do Google Shopping.

Vale a pena anunciar no Google Shopping?

Como vimos neste post, o Google Shopping é uma excelente ferramenta para aumentar as vendas do seu negócio. Ele facilita a busca de produtos e possibilita a comparação de ofertas. Com a popularidade do Google como principal ferramenta de busca, anunciar nessa plataforma pode gerar um aumento significativo do tráfego no site, além de gerar leads mais qualificados.

Como sabemos que nenhuma ação é suficiente se não for monitorada, a plataforma gera relatórios completos que permitem fazer boas análises, entendendo o comportamento dos usuários. Portanto, se você quer consolidar o seu negócio e conquistar uma posição de destaque no mercado, precisa avaliar a possibilidade de usar o Google Shopping.

Agora que você já conhece o grande potencial do Google Shopping, sugerimos que confira o nosso artigo que faz um comparativo entre Google Shopping e Buscapé: veja qual dos dois escolher para impulsionar os resultados do seu negócio!

(Visited 713 times, 1 visits today)
Google Shopping: tudo que você precisa saber para anunciar Google Shopping: tudo que você precisa saber para anunciar Google Shopping: tudo que você precisa saber para anunciar 2020-10-28 14:53:18
3.3529411764706 5 1