Você sabia que o número aproximado de lojas virtuais que se encontram ativas no país, de acordo com uma pesquisa realizada em 2015, é de 450 mil? Uma quantidade bastante expressiva, e que, se por um lado mostra o poder que esse tipo de negócio tem na web brasileira, também escancara o fato de que a concorrência é enorme nesse mercado.

Portanto, mais do que nunca, pensar no SEO para e-commerce tem sido uma questão de sobrevivência para milhares de empresários que não querem ver o seu investimento indo para o ralo. Mas muito param na dúvida essencial: Como o Google funciona? Vamos te ajudar à entender isso de uma vez por todas.

Como otimizar SEO para e-commerce

Como funciona o Google?

Em um curto tempo (curto mesmo!) milhares de pesquisas são respondidas pelo Google em segundos. Por isso, é importante entender como esse rankeamento começa.

O Google armazena links. O que significa que ele descobre páginas na internet de acordo com  os achados do seu robô, o Googlebot.

Então, uma boa estratégia é direcionar seus leitores para outros textos escritos por você. Ou, também, fazer guest posts com sites que possuem os mesmos interesses que o da sua empresa.

Então, tenha em mente que se a sua página não trabalhar link building, será mais difícil se posicionar bem nos resultados do Google.

Para ajudar, separamos um vídeo (em inglês) onde Matt Cutts, engenheiro do Google responsável pela qualidade dos resultados de busca, explica, de forma mais detalhada, como o Google funciona.

Para assistir com legendas em português, acesse aqui

Dicas de SEO para e-commerce

Bom, agora que você já sabe como o Google organiza a sua busca, vamos as dicas práticas. Afinal, que lugar melhor para aparecer na frente da sua concorrência do que nos resultados do Google?

Pensando nisso, listamos 5 dicas fundamentais para quem precisa otimizar seu e-commerce, mas ainda possui dúvidas sobre a importância de se pensar em estrutura, usabilidade e, claro, conteúdo para a sua loja virtual. Acompanhe!

1. Não se esqueça de usar URLs amigáveis

Se o livro que você está vendendo em sua loja não se chama 98727438484, por que esse é o nome que ele recebe no link para o produto? Ter uma URL amigável — aquela de fácil compreensão, tanto para pessoas quanto para mecanismos de busca — é extremamente importante para fazer com que qualquer página suba dentro do ranking do Google.

Logo, nada de criar urls como sualoja.com.br/produto/98727438484. Use sempre algo como, por exemplo, sualoja.com.br/livros/o-livro-das-criaturas-de-harry-potter.

2. A velocidade do servidor afeta no ranqueamento do Google

Se tem um lugar onde tempo realmente é dinheiro, esse lugar é a internet. E o motivo é simples: centenas de pesquisas já apontaram que o tempo médio que os usuários estão dispostos a esperar pelo carregamento de uma página na web é de menos de 3 segundos. Depois disso, a chance de que o visitante desista de ver o conteúdo antes mesmo de carregá-lo é de mais de 60%.

Por isso, além da velocidade do servidor ser extremamente importante para a experiência do usuário — algo que, como já mostramos, é essencial para o seu negócio — saiba que ela também é um ponto decisivo para o ranqueamento do seu e-commerce nos resultados do Google.

3. Não copie o nome do seu produto de outro site

Escreva o nome de cada produto do seu site sem copiar nada. Saiba que os mecanismos de buscas costumam penalizar as páginas onde são encontradas cópias de conteúdo e isso pode acontecer até mesmo devido à reprodução de simples nomes de produtos ou serviços.

4. Deixe espaço para resenhas dos clientes

Aproximadamente 70% dos usuários que entram em um e-commerce costumam procurar pela opinião de outras pessoas sobre um determinado produto antes de efetuar uma compra. Então, é extremamente interessante já deixar esse espaço de resenha reservado em sua loja virtual.

Mas se esse detalhe ainda não for o suficiente para você, tenha em mente que as resenhas também ajudam a sua página a se manter sempre atualizada. Isso é algo que o Google prioriza (e muito) na hora de escolher quem sobe e quem desce dentro das suas páginas de resultado.

5. Crie conteúdos para a sua loja virtual

Já que falamos sobre a importância de manter uma página atualizada, é bom lembrar que isso também pode ser feito através da criação de conteúdo exclusivo para a sua loja virtual — pode ser desde um blog com dicas e opiniões sobre produtos, como vídeos com informações e até infográficos animados com comparações entre modelos de smartphones e TVs, por exemplo.

Agora que você já sabe como fazer o seu SEO para e-commerce e a importância que isso tem para colocar a sua loja virtual na frente da concorrência, que tal colocar a mão na massa e começar a otimizar logo o seu negócio?

Quer receber conteúdos exclusivos sobre e-commerce? Cadastre-se gratuitamente no Criando Oportunidades e aprenda estratégias exclusivas para aumentar as vendas da sua loja virtual.

Ebook SEO para e-commerce

(Visited 287 times, 1 visits today)