fbpx

PIX para e-commerce: vantagens e dicas para o seu negócio

Descubra as vantagens do PIX para e-commerce e aproveite as muitas vantagens que esse meio de pagamento traz ao seu negócio. Confira!

✓ Conteúdo criado por humano

O PIX para e-commerce chegou para facilitar as suas vendas, tornando mais rápido e prático o recebimento de pagamentos e, assim, destravando o seu estoque. E, olha, essa é apenas uma das vantagens em escolher essa opção de faturamento para a sua loja virtual.

Nesse conteúdo, vamos te contar mais sobre essa modalidade. Além do PIX, há outras formas de pagamento para e-commerce, que você pode conferir aqui.

Vantagens do PIX para e-commerce

O que é PIX

Antes de mais nada, vamos entender o que é esse termo. Temos um texto completo sobre o assunto. Clique e veja! Aqui, vamos fazer um breve resumo para te contextualizar e seguirmos em frente, combinado?

O PIX, lançando em 2020, chegou ao Brasil como um meio de pagamento que possibilita transações entre diferentes bancos, disponível 24 horas por dia e 7 dias na semana. Tudo é feito online e de maneira instantânea. Em apenas 10 segundos, o dinheiro cai em conta e sem nenhum tipo de taxação, como acontece quando fazemos um DOC para uma instituição financeira distinta da nossa.

Por toda essa facilidade, a ideia ganhou os brasileiros! Se pensarmos bem, muitos de nós gastávamos, antes do PIX, cerca de R$ 10 por transferência bancária. Você já parou para pensar nisso e fez as contas do quanto você perde em investimentos no mês e até mesmo ao ano? É bastante dinheiro!

PIX: como e quem pode utilizar a novidade

Logo chegaremos ao tópico do PIX para e-commerce. Vamos entender, primeiro, quem pode usar e abusar da inovação. Confira!

As transações efetuadas pelo PIX poderão ser:

  • Entre pessoas físicas;
  • Entre pessoas físicas e locais comerciais;
  • Entre estabelecimentos;
  • Para instituições governamentais, como é o caso de pagamentos de impostos.

Para usar o PIX é preciso que o pagador (a pessoa que enviará o dinheiro) e o recebedor (quem receberá a quantia) tenham uma conta ativa em algum banco brasileiro, instituição de pagamentos ou fintechs (facilitadores financeiros digitais).

Mas, é necessário que a conta seja corrente? A boa notícia é: não. As transações podem ser feitas para conta poupança. Muito prático e acessível, não é mesmo? Uma boa para quem pretende implementar PIX para e-commerce.

Vantagens e impacto do PIX para e-commerce

Como falmos acima o Pix agiliza o processo de compra, proporcionando conveniência aos consumidores. Além disso, suas taxas mais baixas em comparação com cartões de crédito e boletos reduzem os custos operacionais das empresas, promovendo uma maior competitividade no mercado.

A simplicidade do Pix é um fator crucial para aumentar a taxa de conversão nas lojas virtuais, incentivando compras impulsivas e diminuindo o abandono de carrinho. Seus mecanismos de segurança robustos, regulados pelo Banco Central do Brasil, garantem a confiança tanto dos consumidores quanto dos comerciantes, contribuindo para um ambiente de transações seguro e protegido.

Além disso, o Pix amplia o alcance do e-commerce ao ser acessível para pessoas sem acesso a cartões de crédito ou contas bancárias tradicionais, promovendo a inclusão financeira. Sua integração simplificada com plataformas de e-commerce facilita sua implementação para os comerciantes, enquanto novas funcionalidades, como Pix Cobrança e Pix por aproximação, agregam ainda mais valor ao sistema.

O aumento da adoção do Pix pelo setor é evidenciado pelo fato de que mais de 70% dos lojistas online no Brasil já ofereciam o Pix como opção de pagamento em 2022, refletindo sua crescente popularidade. Durante eventos de vendas importantes, como a Black Friday de 2022, o Pix se destacou como o segundo meio de pagamento mais utilizado, com um aumento de mais de 30% em relação ao ano anterior, evidenciando sua preferência entre os consumidores.

Essa preferência é justificada não apenas pela praticidade do Pix, mas também por sua eficácia em evitar congestionamentos e atrasos durante picos de demanda, como na Black Friday. Em resumo, o Pix não só melhora a experiência do cliente, mas também otimiza a eficiência operacional dos comerciantes, tornando-se uma ferramenta indispensável para o e-commerce moderno.

Veja mais detalhes abaixo e aproveite o PIX para e-commerce:

Papo de Loja – Podcast sobre E-commerce
  • Facilidade nos fluxos de caixa da loja virtual: com a liquidação imediata, já que os pagamentos são feitos em tempo real, o empresário consegue acompanhar melhor o fluxo de caixa e a saúde do negócio;
  • Diminuição de desistências de pagamentos feitos por boleto: muitas pessoas escolhem o pagamento via boleto bancário por não terem cartão de crédito ou pouparem o limite do mesmo. Assim, a opção mais viável é o boleto bancário. Porém, muitos abandonos de compra são feitos porque esse meio, que permite o consumidor a pensar e a desistir da compra, por exemplo. Para além disso, a compensação é feita após dois dias. Resultado: perda de vendas, entrave no estoque e dificuldade para acompanhar o fluxo de caixa;
  • Maior poder de negociação para empresários: com o PIX para e-commerce, a tendência  é que as instituições financeiras diminuem os custos atuais. Vamos acompanhar esse movimento!
  • Mais pessoas conseguindo comprar na internet: o Brasil ainda é um país desbancarizado. Por isso, parte da população, antes do PIX, ficava impossibilitado de comprar pela internet. Como os pagamentos podem ser feitos até mesmo com conta poupança, e os bancos digitais são mais acessíveis para a entrada de novo público, tudo fica mais viável!

Saiba como abrir conta digital para e-commerce. Temos um conteúdo completo. É só clicar aqui!

O que preciso fazer para vender com Pix em minha loja virtual?

Para vender com Pix em sua loja virtual, siga estes passos. Primeiro, escolha uma plataforma de e-commerce compatível com Pix, como Shopify, WooCommerce ou Magento. Em seguida, cadastre-se em uma instituição financeira que ofereça o serviço de recebimento via Pix, abrindo uma conta comercial ou usando sua conta existente.

Depois, registre uma chave Pix, que pode ser um CPF/CNPJ, e-mail, número de telefone ou uma chave aleatória. Integre o Pix à sua loja virtual usando plugins ou módulos da sua plataforma de e-commerce ou, se necessário, utilize APIs fornecidas pelo banco ou fintech para uma implementação manual.

Configure a página de checkout para incluir o Pix como opção de pagamento e certifique-se de que o processo seja claro e intuitivo para os clientes. Faça testes para garantir o funcionamento correto dos pagamentos via Pix, verificando a confirmação dos pagamentos e a atualização dos status dos pedidos.

Comunique aos seus clientes que sua loja agora aceita Pix, destacando os benefícios, como rapidez e segurança nas transações. Monitore os pagamentos recebidos e certifique-se de que estão sendo confirmados e processados corretamente. Seguindo esses passos, você poderá aceitar pagamentos via Pix em sua loja virtual, proporcionando uma experiência de compra mais rápida e conveniente para seus clientes.

Pix em minha loja virtual

Quais as atualizações do Pix para 2024?

O Pix continua a evoluir como uma revolucionária forma de pagamento instantâneo no Brasil. Embora as tarifas do Pix não tenham sofrido alterações este ano, o Banco Central está empenhado em expandir e aprimorar suas funcionalidades.

Uma das grandes novidades aguardadas para este ano é o lançamento do Pix automático, previsto para entrar em operação a partir de outubro. Essa inovação permitirá aos usuários programar pagamentos recorrentes, como contas e serviços, utilizando o Pix como forma de débito automático, inclusive com a capacidade de lidar com valores variáveis.

A introdução do Pix automático promete não apenas maior conveniência para os consumidores, mas também mais previsibilidade financeira para empresas e negócios de todos os tamanhos.

No final de 2023, o Banco Central introduziu outras melhorias para fortalecer a segurança e estabilidade do Pix. Isso incluiu a implementação de um canal secundário para processar pagamentos agendados, proporcionando uma redundância de sistemas que reduz o risco de sobrecarga em períodos de pico.

Além disso, houve atualizações significativas nas informações registradas sobre as chaves Pix, visando aumentar a rastreabilidade e melhorar as defesas contra fraudes.

À medida que o Pix continua a se consolidar como um meio de pagamento essencial no cenário brasileiro, o Banco Central também está explorando novas possibilidades, como o Pix parcelado, Pix internacional e Pix offline, embora as datas de lançamento ainda não tenham sido definidas para esses serviços.

Qual é o custo para vender com Pix na minha Loja Virtual?

O modelo de precificação e os valores das taxas do Pix variam conforme a instituição financeira ou de pagamento. A cobrança pode ser efetuada por meio de um valor fixo por transação ou um percentual sobre o montante transferido. Além disso, as taxas podem diferir dependendo se a transação é de envio ou recebimento por Pix.

As instituições são obrigadas a informar os valores das tarifas do Pix nos comprovantes de transação, nos extratos de conta e nas tabelas de tarifas disponíveis em seus sites e demais canais eletrônicos. O Banco Central também estipula que o cliente deve ser alertado sobre a cobrança do serviço antes de confirmar a transação.

Para empreendedores digitais, é importante ressaltar que as tarifas do Pix geralmente são mais baixas em comparação com outras formas de pagamento, como boleto bancário e cartão de crédito. Dessa forma, oferecer o Pix como opção de pagamento no e-commerce pode ser vantajoso.

Na imagem abaixo, mostramos as taxas cobradas pelas plataformas de pagamento pelo uso do Pix em lojas virtuais.

Valores das tarifas do Pix para Loja Virtual

Para obter uma ideia mais precisa sobre as taxas cobradas pelo uso do Pix em uma loja virtual, é recomendável entrar em contato diretamente com os plataformas de pagamento que você está considerando e solicitar informações detalhadas sobre os custos envolvidos.

Aproveite a facilidade do PIX para e-commerce e abra uma loja virtual

Se você chegou até aqui, temos uma super novidade para você! A Bertholdo, em parceria com o Banco Inter, desenvolveu uma solução que não cobra taxa por transação via Pix em lojas virtuais. Se deseja implementar essa solução em sua loja, fale com um de nossos especialistas. Estamos prontos para te ajudar.

Gostou de saber mais sobre PIX para e-commerce? Compartilhe o conteúdo com seus colegas de trabalho! #VempraBertholdo

5/5 - (5 Votos)
Checkup de Loja Virtual

Autor/a

Lorena Milo

Jornalista, Especialista em Marketing Digital e Growth.

Conteúdos relacionados

Rolar para cima
Rolar para cima