Para alcançar o sucesso, independentemente do segmento, o empresário precisa entender as necessidades do consumidor. Estar presente nos canais utilizados pelo usuário e se adequar às novidades fazem muita diferença. O Social Commerce pode ser um importante acelerador para o seu negócio.

Neste cenário, as redes sociais são um dos canais mais utilizados atualmente e muitos lojistas já viram isso como uma ótima oportunidade de vendas, principalmente no e-commerce.

Entenda o que é social commerce

E é assim que o social commerce, como é denominada esta prática, está ganhando cada vez mais espaço no meio virtual.

O que é o social commerce?

O termo é usado para representar a união entre as redes sociais e o e-commerce, ou seja, vendas realizadas por meio de grupos ou páginas em redes sociais.

Esta prática traz muitos resultados para um e-commerce, já que, além de engajar o público, pode aumentar consideravelmente o volume de vendas — afinal, você está diversificando seus canais de contato com seus consumidores.

Por fim, vale considerar que com o uso massivo do celular, sendo um dos principais acessos da população nos dias de hoje, o social commerce tornou-se a maneira mais eficaz de que os seus produtos cheguem aos seus clientes.

Como essa prática funciona?

Quem deseja começar a usar o social commerce, precisa se adaptar às linguagens e características das redes sociais. O usuário é bombardeado com informações diariamente, tanto é que textos muito longos e layouts com muitas informações acabam passando despercebidos. Portanto, tente evitar!

Lembre-se de utilizar uma linguagem leve e descomplicada, procure entender o que seu cliente deseja e foque suas ações para convertê-lo. Você pode disponibilizar opções para seu público entrar em contato com sua empresa por meio de comentários, mensagens e classificações. Dessa forma, ele poderá tirar dúvidas e fazer sugestões.

Instagram, Facebook e Pinterest permitem que o consumidor realize suas compras por meio da própria redes social. Seus consumidores podem estar navegando no Facebook, se interessarem por um produto e, em seguida, realizarem uma compra. É possível inserir os botões de ação como “comprar agora” e, assim, incentivar a compra por impulso — essa facilidade é comodidade para o consumidor. 

Como interagir com o público?

Um dos grandes benefícios do social commerce é a interação que ele proporciona entre o lojista e o consumidor. É uma excelente forma de estreitar os laços com os clientes, entender o que procuram e receber avaliações positivas que poderão influenciar outros potenciais consumidores.

Se disponibilizar esses canais para interação com o consumidor, lembre-se que é necessário muita dedicação. Se os atendimentos forem mal geridos, esta ferramenta pode ser muito negativa para a sua empresa. Para evitar estes problemas, procure atender os clientes rapidamente, com empatia, buscando solucionar suas dúvidas e problemas de maneira objetiva e transparente.

Além da interação entre empresa e consumidor, existe a interação com a rede de contatos. Dependendo da ação de marketing que realizar, seus clientes ficarão engajados e se tornarão evangelistas de sua marca, divulgando seus produtos para suas próprias redes de amigos.

Exemplos de Social Commerce no Brasil

Ok! Mas, vamos aos exemplos práticos aqui no Brasil? Separamos três lojas virtuais que atuam muito bem no segmento do Social Commerce, em três áreas distintas.

Magazine Luiza

A Magazine Luiza é um case em muitos casos, e no Social Commerce não poderia ser diferente. A marca sempre aposta em inovação e em um bom relacionamento com o cliente.

No Instagram da empresa, compras podem ser feitas em um clique. Por lá, você pode comprar desde livros até sofá e armários, sempre com suporte via direct.

magazine-luiza

Assim como pede a rede social, e também o seu público, o tom do texto de divulgação é sempre leve, como se fosse uma pessoa próxima se explicando quais funcionalidades e demais características o produto apresenta. Veja abaixo:

magazine-luiza-2

Para isso, é utilizado a persona “Lu do Magalu”, que é também a foto do avatar do perfil. Ou seja, o intuito do Magazine Luiza é, a todo o momento, o cliente se sentir em uma conversa com uma pessoal real, que entende seus sentimentos e necessidades.

Quem disse Berenice

A Quem disse Berenice é outra marca, de cosméticos, que se comunica de uma maneira muito próxima com o seus clientes.

Também por meio de seu Instagram, é possível fazer compras dentro da ferramenta. Um dos diferenciais, que é algo que segmento pede, são as fotos muito bem trabalhadas, que gera desejo no consumidor.

quem disse berenice

Nas descrições, sempre há dicas de como usar um batom, uma sombra, ocasião para determinado perfume. E, acha que acabou por aí? Que nada!

A newsletter da empresa também é muito bem trabalhada. Por lá, os consumidores são convidados a entrar no “Apê da Berê”, que traz conteúdos tão legais e, de repente, vendas estão sendo feitas através desse conteúdo.

quem disse berenice

Amaro

A Amaro sempre usa a tecnologia a seu favor! Isso porque a marca começou no ambiente online. Hoje, possui lojas física, mas… você experimenta os produtos e compra no e-commerce, recebendo bem rapidinho em sua casa.

Por tudo isso, os seus canais de comunicação são sempre muito inspiradores! No Instagram da marca, assim como a Quem Disse Berenice, as fotos geram desejo e são sempre acompanhadas de muitas dicas.

Abaixo, repare que o feed da Amaro sempre tem o ícone de compra (essa sacolinha localizado no canto superior à direita). Isso demonstra a importância do social commerce.

amaro

Aqui, veja como um produto se expande após o seu clique sobre ele:

amaro 2

Agora, é só comprar dentro da sua loja virtual. Muito fácil e prático, não é?

O social Commerce pode anular o e-commerce tradicional?

Apesar deste termo estar em ascensão e ser uma ótima estratégia para o lojista virtual, ele não vai anular o e-commerce tradicional. Muitas pessoas buscam no social uma forma de obter recomendações dos produtos, já que, no meio virtual, você não tem contato direto com o produto. Entretanto, isso não significa que vão abandonar o e-commerce tradicional, visto que lá encontrarão muito mais opções de produtos.

Agora que você já entendeu o que é social commerce, chegou o momento de utilizá-lo em suas estratégias. Tome nota de como ele está evoluindo e procure se adaptar. É fundamental saber onde está seu público, acompanhar suas mudanças e escolhas e estar presente.

Social commerce: entenda o que é e como aproveitar essa tendência!

E aí? Gostou deste texto? Ele te ajudou ou você ficou com alguma dúvida? Conta pra gente nos comentários.

Salvar

Salvar

Salvar

(Visited 600 times, 1 visits today)
Social commerce: entenda o que é e como aproveitar essa tendência! Social commerce: entenda o que é e como aproveitar essa tendência! Social commerce: entenda o que é e como aproveitar essa tendência! 2019-04-29 07:15:52
5.00 5 1