Apesar da importância do tema, muitas pessoas ainda não entendem claramente o que é venda casada, o que pode levar empresários e comerciantes a cometerem esse erro.

Segundo o Código de Defesa do Consumidor (CDC), a venda casada pode ser descrita como a prática de atrelar a aquisição de um bem à compra de outro, ou de exigir que os clientes consumam uma determinada quantidade de itens para entrar em um estabelecimento, ou seja, consumação mínima.

Além de antiéticas, tais práticas colocam o empresário contra as regras vigentes, abrindo espaço para que sofra com sanções e processos.

Para ajudar você a evitar esse problema, preparamos este conteúdo com alguns exemplos de vendas casadas! Leia o artigo e conheça as práticas que seu negócio deve evitar!

O que é venda casada

Consumação mínima em bares e restaurantes

Embora a consumação mínima possa se apresentar de maneiras diferentes, basicamente consiste em exigir que os clientes gastem uma determinada quantidade de recursos no estabelecimento, seja em comida ou em bebida, para aproveitar o entretenimento oferecido.

O grande inconveniente dessa prática é que, mesmo se o consumidor não consumir todos os itens a que tem direito, precisa pagar a quantia previamente estabelecida. O que obviamente o coloca em uma situação de desvantagem.

Para lidar com a questão, os estabelecimentos podem cobrar diretamente pela entrada e permitir que os clientes consumam, ou não, em bares preparados no local.

Aluguel de salões de festas com buffet

Muitos donos de salões de festas e casas de show, sem saber corretamente o que é venda casada, podem ter um modelo de negócios baseado em atrelar o aluguel de seu espaço à contratação de seu próprio serviço de buffet.

O ponto é que, ao exigir a contratação de um serviço específico de alimentação, o dono do espaço está restringindo a liberdade do cliente e o impedindo de procurar por soluções mais econômicas. Uma atitude que, assim como a consumação mínima, coloca os clientes em uma situação de desvantagem.

O CDC não impede o dono de uma casa de show de fornecer serviços de buffet, apenas deixa claro que o locatário do espaço tem direito de escolher a opção mais interessante para ele.

Por essa razão, o dono do espaço pode negociar, oferecendo vantagens como custos competitivos e a comodidade de centralizar a contratação de serviços em uma única empresa. Isso, obviamente, sem tentativas de forçar o cliente a aceitar sua oferta.

Compra de passagens com hotéis e passeios

Querendo lucrar mais e oferecer uma experiência mais completa para seus clientes, muitas agências de turismo, e outras empresas que atuam no setor, podem incluir vários produtos diferentes em um mesmo pacote, impedindo assim que sejam contratados de modo separado.

Ao não permitir que o cliente compre apenas a passagem, ou que contrate apenas serviços relacionados ao passeio, a empresa também está restringindo sua liberdade, o que é proibido pelo CDC. Nada impede uma agência de turismo de vender pacotes fechados, no entanto, precisa estar preparada para fornecer separadamente cada um dos serviços previstos em seus pacotes.

Por fim, é importante ressaltar que, embora os exemplos sejam específicos, podem ser usados para demonstrar que companhias, seja qual for o porte ou a área de atuação, não têm o direito de atrelar a venda de seus produtos ou a contratação de seus serviços a outras compras e contratações.

Afinal, além de aumentar a chance de sofrer com sanções, essa prática ainda afeta negativamente a imagem da empresa, fazendo com que perca clientes e espaço no mercado.

Você já sabia o que é venda casada? Foi capaz de entender melhor o conceito com nosso conteúdo? Deixe um comentário e nos ajude com sua visão sobre o tema!  

(Visited 313 times, 1 visits today)
Você sabe o que é venda casada? Descubra aqui! Você sabe o que é venda casada? Descubra aqui! Você sabe o que é venda casada? Descubra aqui! 2021-02-04 17:05:42
5 5 1