Abrir uma loja virtual é uma ótima estratégia para quem quer vender seus produtos ou serviços para um público abrangente, com menores custos de operação e de manutenção. Porém, a abertura do negócio pode gerar várias dúvidas como, por exemplo, sobre a criação de um domínio e contratação de hospedagem para e-commerce.

Se esse é o seu caso, nós vamos te ajudar. No post de hoje, mostraremos as principais dicas para que você consiga abrir um negócio na internet de forma planejada e estruturada. Confira!

4 dicas importantes sobre hospedagem para e-commerce

O que é a hospedagem para e-commerce?

Quando você cria um site na internet ou loja virtual, ela precisa ficar hospedada em algum lugar. Para que fique claro, vamos usar um exemplo bem didático: o seu computador. O equipamento armazena diversas informações e, então, esses dados ficam hospedados na máquina.

Um computador possui processador, memória, dispositivos de armazenamento (discos) e conexão com a internet. Esses são todos os requisitos para que uma loja virtual fique hospedada na internet, por isso esse é um bom exemplo.

A diferença é que o computador é de uso único do usuário, enquanto a loja virtual fica disponível na rede. Já se este computador fosse utilizado por várias pessoas, ele seria chamado de servidor.

Agora que você já começou a ter uma ideia do que é a hospedagem, vamos entrar mais a fundo no assunto. Existem diferentes tipos de hospedagem, desde as opções de alto desempenho até aquelas mais simples e baratas e, geralmente, os modelos são segmentados pelos recursos disponíveis. A seguir, conheça 3 opções de hospedagem para e-commerce.

Servidor dedicado

O servidor dedicado é exclusivo para o cliente solicitante. Geralmente ele é construído a partir das necessidades da empresa com os recursos necessários para atendê-la de forma satisfatória. Ele precisa de um acompanhamento de responsáveis especializados e, por isso, pode ter um custo maior.

Cloud server

Esse modelo de servidor utiliza os dados em nuvem para armazenamento. Para entender melhor o que é essa nuvem, basta pensar em um conjunto de servidores conectados uns aos outros e acessíveis pela internet.

Servidor compartilhado

O servidor compartilhado, como o próprio nome já sugere, consiste na utilização de um mesmo servidor por mais usuários. Essa opção é indicada para pessoas ou empresas que não precisam de muitos recursos.

Então, agora que você já compreendeu o que é a hospedagem do seu e-commerce, tenha em mente que é muito importante escolher uma boa opção, pois ela terá uma interferência direta no funcionamento da sua loja virtual.

O que é o domínio do site?

Se você quer montar um site ou loja virtual para o seu negócio, antes de tudo, precisa definir o nome da sua empresa e como ele será utilizado na internet. O domínio é justamente o endereço eletrônico do seu e-commerce e é tudo o que aparece depois do “www.”.

A etapa da escolha do domínio é muito importante, pois existem regras para essa definição. Você não pode, por exemplo, utilizar um endereço que já exista e que já esteja registrado. Então, como o domínio tem relação direta com o nome da sua empresa, ele tem total importância.

Uma boa dica é que você consulte a disponibilidade de um determinado domínio em sites especializados nessa busca antes de dar início ao processo de registro.

Como utilizar o domínio e hospedagem para e-commerce?

Agora que você já sabe o que é a hospedagem para e-commerce e aprendeu sobre a importância do registro do domínio para o seu e-commerce, vamos mostrar 4 dicas para que você estruture bem o seu negócio e tome boas decisões.

1. Faça uma análise do espaço necessário

Para fazer uma boa escolha da hospedagem para e-commerce, é preciso analisar o espaço necessário para que ele funcione normalmente. Para sites pequenos e médios — que precisem de até 10GB de espaço —, é comum que um servidor compartilhado atenda toda e qualquer necessidade satisfatoriamente.

Porém, se o seu ambiente online será grande, como um portal multimídia com a publicação de vários conteúdos diariamente carregados com diversas imagens, vídeos e outro tipos de materiais que podem ultrapassar a capacidade de 10GB, o ideal é que você busque uma opção de servidor dedicado ou cloud server.

2. Planeje o volume de tráfego no site

Outro ponto muito importante no planejamento e escolha do tipo de hospedagem para o seu e-commerce é o volume de tráfego. Com mais pessoas visitando sua loja virtual, as taxas de transferência de dados serão maiores e isso pode consumir completamente os recursos do servidor. O resultado é que sua loja virtual poderá ficar lenta.

Se você ainda não abriu o seu e-commerce e não tem ideia do volume de tráfego, faça uma previsão pelo público-alvo e pela movimentação nos sites dos seus concorrentes.

Para poder ter uma referência, sites com até 20 mil visitantes mensais, de maneira uniforme, podem ser encaixados no modelo de servidor compartilhado. Porém, é preciso considerar também o conteúdo do site. Conteúdo multimídia e vídeos, certamente, irão consumir mais recursos por visita do que um site com predominância de textos e fotos.

Já se o seu e-commerce receber milhares de visitas diárias ou tiver um comportamento bem irregular com picos de tráfego, é recomendado que a loja virtual seja hospedada em um cloud server ou servidor dedicado.

3. Escolha uma hospedagem sem oscilação

Outra questão que deve ser analisada é o tempo de operação do site, conhecido como uptime. Quanto maior for o tempo oferecido no pacote de hospedagem, maior o tempo que o seu site ficará disponível para o público.

Ignorar essa disponibilidade pode causar sérios problemas no seu negócio, desde a perda de vendas até mesmo prejudicar sua posição de ranqueamento nos sites de busca, como o Google.

4. Adote boas práticas na escolha do domínio

A escolha do domínio, como dissemos neste artigo, é um dos primeiros passos no planejamento do seu e-commerce. Infelizmente, algumas pessoas já pecam nesse ponto e comprometem todo o seu empreendimento.

Você acha que copiar o domínio de outras empresas, apenas com pequenas modificações, pode ser interessante? Com certeza não é! É interessante que o seu domínio seja original, simples e direto. Se possível, que ele conte com uma palavra-chave do seu nicho de mercado.

Como vimos neste artigo, o registro do domínio e a contratação da hospedagem para e-commerce são essenciais e devem ser realizadas de forma planejada. Essas decisões acompanharão o seu negócio em toda a sua existência e podem ser grandes propulsores — ou limitadores — do seu sucesso.

Agora que você já conhece as dicas mais importantes sobre domínio e hospedagem para e-commerce, veja um post especial com indicações de como montar a sua loja virtual.

(Visited 374 times, 1 visits today)