fbpx

Você possui loja física? Confira 6 Dicas de como migrar para loja virtual

Confira nosso artigo e descubra quais as melhores dicas para migrar de sua loja física para o ambiente digital!

✓ Conteúdo criado por humano

Trabalhar com loja física e virtual pode ser um grande desafio. Quem já trabalha no presencial, vislumbra a oportunidade de migrar para a loja virtual. Com todas as vantagens que o meio digital disponibiliza, como menores custos de operação e manutenção, maior público e maior flexibilidade, essa mudança pode gerar um aumento bastante representativo nas vendas.

Porém, não basta simplesmente abandonar seu estabelecimento físico e abrir um virtual: é preciso elaborar um planejamento com cuidado nesse momento de transição. Com alguns cuidados, você consegue otimizar seus lucros de forma segura. Para ajudar nessa jornada, listamos 6 dicas neste conteúdo para migrar para loja virtual. Confira!

Dicas de como migrar para loja virtual

Como funciona a integração entre loja física e virtual?

A integração de uma loja física a virtual nada mais é do que unificar ambas. Assim, você oferece ao consumidor a possibilidade de utilizar o meio mais adequado para ele. Por exemplo, imagine que um cliente quis um produto na loja virtual, mas gostaria de vê-lo presencialmente; ele tem essa opção.

Para fazer essa integração de uma forma efetiva, é necessário dominar os processos da empresa, como estoques, vendas e logística. Além disso, é importante ter uma boa organização a fim de evitar erros.

Além disso, usar um ERP pode ser uma boa saída, já que ele possibilita um acompanhamento mais apurado do que acontece em seu negócio. Há também a alternativa de usar um sistema que faça a integração de diversos canais.

Por exemplo, caso você realize vendas por meio das redes sociais, marketplaces e também pelo seu site, fazer uma gestão de forma integrada é fundamental para atender seus clientes de maneira simples e efetiva.

Como migrar sua loja para o virtual?

Há várias dicas que podem lhe auxiliar na hora de fazer a migração. Com o objetivo de ajudar você em todo esse processo, separamos 6 passos que, quando adotados, proporcionam mais tranquilidade e garantem que você minimize erros. Veja!

1. Elabore um plano de negócios

O primeiro passo é elaborar um plano de negócios. Você deve mapear e planejar todo o empreendimento, relacionando seu objetivo, metas, estrutura, limitações e vantagens. Defina seu mix de produtos, os responsáveis pelas tarefas da empresa e sua apresentação ao mercado.

2. Adapte suas estratégias de marketing e vendas

O ambiente digital é muito diferente das lojas físicas e as estratégias de marketing e vendas devem ser adaptadas por isso. Em vez de se preocupar em atingir somente um público local, por exemplo, a equipe de marketing terá oportunidades mais amplas e precisará definir os melhores canais de comunicação para alcançar os resultados desejados.

Pode-se automatizar o processo de vendas para gerar conversões a partir dos usuários, obtendo os dados de contato. Depois, esses leads podem ser nutridos com conteúdos até que estejam no ponto certo para fechar um pedido no site.

3. Entenda as particularidades do e-commerce

Enquanto na loja física a localização tem uma grande influência sobre as vendas, no e-commerce há diversas outras questões importantes para aumentar a visibilidade das páginas e gerar mais tráfego.

Investir em uma boa plataforma para o site, por exemplo, é essencial. Ela permite criar um ambiente customizado, com as características que mais geram valor à marca e que sejam interessantes para o público-alvo.

Além disso, a plataforma deve permitir um ambiente seguro, onde os consumidores tenham confiança para cadastrar seus dados pessoais e, principalmente, informações bancárias para pagamento dos pedidos.

Papo de Loja – Podcast sobre E-commerce

Fique atento também às exigências do e-commerce, pois a internet definitivamente não é uma terra sem lei. Há regras específicas para as empresas poderem atuar no ambiente digital. Essas regras protegem não só os consumidores, mas também as próprias lojas.

4. Conheça seu público-alvo

Os públicos de um e-commerce e de uma loja física são bem diferentes. Se você tem um restaurante, por exemplo, seu público corresponde às pessoas que moram ou transitam na região. Então, as estratégias de marketing são focadas nesses indivíduos e a definição de persona tem que partir deles.

Já pensando em um negócio online, o público-alvo pode estar espalhado em diversas regiões do país e até mesmo fora dele. A definição de persona é igualmente importante, mas deve considerar a expansão do alcance.

5. Avalie seus concorrentes e o mercado

Migrar para loja virtual pode aumentar muito o público e gerar mais vendas, mas você passará a competir com mais empresas. Então, tenha esse conhecimento e faça um mapeamento para buscar diferenciais e melhorar seus produtos ou serviços.

Como você pôde ver, migrar para loja virtual apresenta ótimas possibilidades de aumentar as vendas e a lucratividade. É preciso analisar diversos aspectos para ter sucesso e, nessa hora, é muito importante contar com a ajuda de uma empresa especializada.

6. Escolha uma boa plataforma

Por fim, ter uma boa plataforma de vendas para sua loja virtual é fundamental. Ela deve possibilitar a integração com as soluções de gestão que você usa no dia a dia. Assim, é possível melhorar sua gestão e evitar erros que possam prejudicar seu negócio.

Há várias opções no mercado e fazer uma boa pesquisa pode ajudar a acertar na escolha. Além disso, atente-se às demandas que sua empresa tem, para que os recursos que são necessários estejam disponíveis na plataforma contratada.

Você possui loja física? Confira 6 Dicas de como migrar para loja virtual

Quais os benefícios de migrar para a loja virtual?

Ao realizar esse tipo de migração, você consegue vários benefícios em relação à atividade presencial, pois a sua loja se torna capaz de vender o dia todo. Assim, qualquer novidade pode ser atualizada em tempo real, você pode manter a proximidade com os clientes por meio das redes sociais e isso ainda aumenta o fluxo de gente que conhece sua marca.

Essa mudança também contribui para fidelizar os clientes e garantir sua satisfação por meio de um bom atendimento e da facilidade de compra que sua loja virtual oferece. Outro benefício inegável é a possibilidade de segmentar seu negócio de modo tão específico que ele não tenha nenhum concorrente direto.

Imagine, por exemplo, que você trabalha com moda fitness. Em vez de concorrer com outras milhares de marcas, é possível investir em moda fitness para gestantes. Assim, sua empresa se concentra nas dores da persona de maneira mais objetiva, aumentando seu poder de mercado e permitindo elevar seus lucros.

Como a Bertholdo pode ajudar?

A Bertholdo tem toda a experiência necessária para fazer a transição da loja física para a virtual sem perder qualquer ponto positivo. Com essa ajuda, a migração ocorrerá de forma inteligente, bem-estruturada e planejada.

Assim, a Bertholdo desenvolveu uma plataforma nova que conta com diversos recursos para o treinamento constante da equipe, suporte técnico e melhorias que tornam seu negócio ainda mais competitivo. Tais soluções são adequadas tanto para empreendedores que já contam com uma loja virtual quanto para aqueles que estão apenas no início do seu projeto.

Viu como a migração entre a loja física e virtual é importante para garantir o sucesso do seu negócio? Com boas soluções e por meio das nossas dicas, suas chances de acertar em cheio e otimizar os resultados do seu negócio são bem grandes.

Curtiu nosso artigo? Se você precisa fazer a migração para uma loja virtual, entre em contato com nossa equipe e confira quais soluções da Bertholdo estão alinhadas com seus planos!

5/5 - (3 Votos)
Checkup de Loja Virtual

Autor/a

Bertholdo

Conteúdos relacionados

Rolar para cima
Rolar para cima