fbpx

Como migrar de plataforma de e-commerce sem prejuízo? Confira aqui!

Migrar de plataforma de e-commerce pode ser o que seu negócio precisa para impulsionar os resultados. Veja o que você precisa observar na hora de fazer essa mudança!

Loja virtual sob Medida com agilidade e mensalidade acessível

Migrar de plataforma de e-commerce pode ser o que seu negócio precisa para impulsionar os resultados. Veja o que você precisa observar na hora de fazer essa mudança!

Migrar de plataforma de e-commerce às vezes pode ser fundamental para garantir os melhores resultados para o seu negócio. Afinal, nem sempre aquilo que é contratado entrega o resultado esperado. Além disso, pode acontecer de o projeto inicial não suportar todas as necessidades e expectativas que garantem um crescimento sustentável da loja virtual.

Se você percebe que está na hora de mudar o serviço, existem alguns passos que precisam ser dados nesse sentido. Diferentemente da criação de um e-commerce, a migração envolve a transição ao mesmo tempo em que você precisa apresentar a loja com suas funcionalidades normais para os clientes.

Descubra o que observar para garantir a migração da plataforma mantendo o planejamento financeiro do seu e-commerce e conseguindo excelentes resultados. Boa leitura!

Passos fundamentais para migrar de plataforma de e-commerce

Antes de tudo, é essencial ter um planejamento detalhado. Isto é, desenvolva um plano de migração que inclua todas as etapas necessárias, os prazos e os recursos necessários para não deixar nada passar. Você acha que acaba por aí? O processo está apenas começando!

Confira, a seguir, os demais passos indispensáveis para migrar de plataforma de maneira bem-sucedida, sem prejuízos para o negócio nem transtornos para seus clientes.

Analisar os fornecedores

Você provavelmente já pesquisou algumas opções para fazer a migração, mas pode ser que ainda tenha várias empresas especialistas em e-commerce à vista. Então, é hora de entender o melhor que cada uma pode oferecer para o seu negócio. Você pode observar:

  • suporte: um dos itens fundamentais, o atendimento deve ser rápido e eficiente. Ninguém deseja ter problemas com a loja virtual. Porém, quando é necessário, aguardar 72 horas para que alguém olhe para um erro que você tem na loja pode comprometer a atuação;
  • design: normalmente, as empresas oferecem templates. Se esse for o caso, é importante ver se existe algum que atende ao que você procura. Mesmo que o fornecedor trabalhe com layouts personalizados, você pode buscar informações nos e-commerces dos clientes;
  • integração: quais são os formatos de entrega suportados pela loja virtual? É possível instalar um chatbot? Existe uma funcionalidade para financiar o pagamento? Todas as integrações que você deseja devem ser disponibilizadas pelo seu novo fornecedor.

Como migrar de plataforma de e-commerce sem prejuízo? Confira aqui!

Mapear a situação para migrar de plataforma

Se chegou o momento de migrar de plataforma de e-commerce, então você precisará ter um mapa de todo o seu site. Caso você não conte com um profissional de TI dentro da empresa, é hora de identificar exatamente onde se encontra sua loja virtual.

Em uma perspectiva interna, é hora de salvar todos os dados e as mídias disponíveis. As fotos e os vídeos de produtos precisam ser arquivados para subir na nova plataforma. Além disso, você deve solicitar e salvar o código fonte do site.

Além disso, é importante saber como está sua estratégia. Para isso, use ferramentas como o Ubersuggest, do Neil Patel. Assim, você descobre algumas informações como a pontuação do seu domínio, rankeamento de palavras-chave e outros dados que precisam ser um norte para alcançar após a migração.

Alterar o layout ou implementar um novo

A parte visual de uma loja virtual é fundamental. Por isso, o momento da migração pode ser uma oportunidade para modernizar o design e deixar a experiência do usuário mais rica. Identifique todas as características do layout e entenda se pretende manter algum aspecto ou desenvolver uma nova cara para o negócio. Então, pense em aspectos como:

  • observar se suas páginas são responsivas, isto é, se elas se adaptam aos mais diferentes tipos de tela e possibilitam uma boa navegação tanto por dispositivos móveis quanto por desktops;
  • decidir se é hora de renovar conceitos e o posicionamento da marca por meio do layout;
  • entender se seu e-commerce se destaca no nicho de mercado.

Migrar as funcionalidades customizadas

O passo seguinte da mudança de plataforma é documentar e levar todas as funcionalidades desenvolvidas para o seu negócio. Imagine que a loja virtual de um restaurante delivery tenha como diferencial a venda antecipada de pratos com agendamento do horário de entrega. Na opção de entrega, essa funcionalidade deverá ser acrescentada.

Implementar novas funcionalidades e otimizações

Uma das tendências de e-commerce é sempre ter acesso a novas funcionalidades. O comportamento do consumidor muda e suas preferências também. Se há uma década as pessoas não sentiam confiança para finalizar uma compra usando um smartphone, hoje a cultura é contrária, indicando até mesmo uma preferência por esse dispositivo.

Por isso, é importante acompanhar o mercado a fim de se destacar da concorrência. Chatbots, por exemplo, já foram um diferencial e hoje são fundamentais para acompanhar a jornada do cliente. O voice commerce, por outro lado, ainda não é tão popular, mas atende a esse formato de pesquisa que tem crescido muito.

Mudar de plataforma levando os dados

Além da estrutura da loja virtual, existem dois pontos fundamentais que você precisa transferir para seu novo e-commerce: o conteúdo, ou seja, os produtos, com descrição, fotos e vídeos, e as informações sobre os clientes. Esse passo pode ser mais complexo. Portanto, o aconselhável é usar tabelas (como as do Excel) para garantir que todos os dados serão transferidos.

Garantir a transferência das integrações

O mix de ferramentas de TI se diversifica a cada dia, incrementando as possibilidades de aumentar as vendas no e-commerce. Nesse ponto da migração, é hora de sincronizar a loja virtual com gateways de pagamento, ERPs, CRMs e outras integrações que farão seu e-commerce ter excelentes resultados.

Melhorar o SEO

O tráfego orgânico tem um forte papel na geração de novos visitantes para o e-commerce. Logo, é hora de apostar nas melhores estratégias que garantem essa fonte de visitantes. Com essa intenção, você pode ajustar o SEO da loja. Como fazer isso? Para não prejudicar o SEO que seu e-commerce já tem, algumas ações são recomendadas, como:

  • garantir que os endereços das URLs serão mantidos para evitar, inclusive, duplicidade de páginas;
  • conferir a velocidade de carregamento das páginas;
  • reestruturar a arquitetura do site, quando necessário;
  • criar o redirecionamento de links e checar se está funcionando corretamente.

Em resumo, a ideia é que você desenvolva estratégias de redirecionamento para evitar queda no tráfego e classificações de mecanismos de busca no momento da migração.

Depoimentos de clientes Bertholdo que optaram por migrar de plataforma

Migrar de plataforma tem muitas vantagens. E você já descobriu, neste post, as principais dicas para fazer a mudança em segurança. Agora, chegou a vez de ver depoimentos de dois grandes clientes da Bertholdo:

“A nova loja trouxe uma experiência muito melhor para os nossos clientes, que, combinado com estratégias de marketing, vem trazendo um resultado surpreendente. Navegação rápida, painel administrativo prático e super funcional. Estamos vendendo mais, recebendo elogios e muito felizes!”.

“A Bertholdo disponibiliza um suporte incrível! Temos retornos, constantemente, sobre o crescimento da loja para além de gráficos, trocamos ideias sobre estratégias, principalmente na parte de SEO, e aprendemos, juntos, todos os dias. Esse é o principal diferencial e podemos afirmar que é algo muito raro no mercado”.

Ainda sobre a satisfação dos lojistas, para Patrícia Borges, Coordenadora de Sucesso do Cliente da Bertholdo, os resultados, em muitos dos casos, são sentidos logo que a nova loja é entregue:

“O principal motivo do cliente escolher uma migração é porque está insatisfeito com a plataforma anterior. Há diversos fatores como suporte técnico, taxas cobradas, atendimento, limitações da ferramenta, por exemplo. Por isso, na maioria dos casos, a migração de plataforma é sentida positivamente, logo na entrega, já que são alterações que impactam diretamente no resultado de acessos e conversões. O tráfego aumenta e, consequentemente, as vendas crescem também!”.

Dicas do especialista: o que investigar na hora de migrar de plataforma

Queremos que você tenha toda a confiança para migrar de plataforma. Então veja, abaixo, mais dicas! Conversamos com Fabrício Bertholdo, nosso Gerente de Operações, que contou três itens primordiais a serem levados em conta na hora da tomada de decisão:

1. Escolha plataformas que tenham a inserção de novas funcionalidades. Uma boa dica para o momento é verificar se a opção desejada está apta a receber pagamentos com Pix. Essa característica é importante pois demonstra que a empresa está em evolução e que tem grande chance de continuar recebendo novidades e atualizações nos próximos meses.

2. Confira a quantidade e a qualidade de conteúdo sobre a plataforma disponível na internet, em especial no YouTube e, claro, se o conteúdo está sempre atualizado. Esse aspecto é interessante porque, por ele, conseguimos aprender mais sobre a plataforma e, assim, diminuir dúvidas sobre seu funcionamento.

3. Pesquise o número de empresas que trabalham com a plataforma em questão e, principalmente, investigue o valor do custo para soluções como plugins e módulos. Isso é superimportante, já que serão esses itens que expandirão as funcionalidades da sua loja virtual.

Nessa análise, veja também se há muitas funcionalidades aptas para o Brasil. Dessa maneira, você saberá o que está liberado ou não para o seu território de atuação. Exemplo: métodos de pagamentos e entrega via Correios ou transportadora. Caso existam poucas soluções disponíveis por aqui, atenção: esse fator pode dificultar a inclusão de itens importantes para o sucesso do seu negócio!

Sinais de que é hora de migrar de plataforma de e-commerce

Mudar de plataforma de e-commerce é uma tomada de decisão importante e requer um planejamento que leve em consideração diversos fatores. A seguir, destacamos os principais sinais de que é hora de migrar. Confira!

Desempenho e escalabilidade insatisfatórios

Caso a plataforma atual não consiga lidar com o crescimento do tráfego e das transações, você pode sofrer com carregamentos lentos ou falhas frequentes. Esse é um sinal veemente de que é hora de mudar para uma plataforma mais robusta.

Falta de recursos e funcionalidade

Se durante a utilização da plataforma atual você perceber que ela não oferece os recursos e as funcionalidades específicos para atender às demandas dos seus clientes ou aos seus objetivos de crescimento, pode ser a hora de mudar para uma plataforma mais avançada.

Experiência do usuário deficiente

Quando os clientes começam a reclamar da experiência de compra, alegam dificuldades de navegação ou mesmo problemas de usabilidade, é válido considerar uma migração para melhorar a satisfação dos consumidores.

Custos e cuidados com a migração de plataforma

Agora você já sabe bastante sobre o processo de migração de plataforma de e-commerce, certo? Mas será que sabe quais são os custos e os cuidados para realizar esse serviço? Nos próximos tópicos, detalhamos os principais deles. Acompanhe!

Custos financeiros

Você deve considerar os custos de desenvolvimento, personalização, migração de dados, treinamento e quaisquer taxas associadas à transição de plataforma.

Possíveis interrupções

Mantenha-se alerta em relação a possíveis interrupções durante a migração que possam trazer problemas temporariamente à disponibilidade do seu site.

Backup de dados

Faça backups completos de todos os arquivos e dados críticos antes de começar a migração. Aliás, outra recomendação é realizar testes extensivos em uma plataforma de desenvolvimento antes de fazer a migração completa para garantir que tudo aconteça conforme o esperado.

Suporte técnico

Esteja certo de que a nova plataforma oferece suporte técnico confiável para resolver qualquer problema que apareça depois do processo de migração do seu e-commerce.

Checklist pré-migração

Para não sair daqui com dúvidas, confira o nosso checklist pré-migração!

  • Planeje detalhadamente o projeto de migração.
  • Busque a nova plataforma com base nas suas necessidades.
  • Realize o backup completo dos dados do site.
  • Faça os testes rigorosos em ambiente de desenvolvimento.
  • Desenvolva estratégias de redirecionamento para SEO.
  • Prepare sua equipe com treinamento.
  • Tenha um plano de contingência para possíveis problemas.
  • Faça um orçamento completo da migração.
  • Planeje estratégias de comunicação com os clientes para falar sobre a migração.

Pronto para migrar de plataforma? Chegou a sua vez!

Como você viu, migrar de plataforma pode ser simples e garantir o crescimento do seu negócio. É importante ter calma e atenção para garantir que todas as informações serão transferidas e assegurar que novas integrações, funcionalidades e até mesmo layout serão implementados. Lembre-se de que a empresa escolhida e o suporte serão os diferenciais tanto na transição quanto no futuro do e-commerce.

Se você gostou deste texto e quer conversar mais sobre migrações de plataformas, não deixe para depois. Entre agora em contato com um dos consultores da Bertholdo e disponha da melhor consultoria para lojas virtuais do Brasil. Teremos o maior prazer em entender qual é a melhor solução para o seu negócio.

4.8/5 - (13 Votos)

Conteúdos relacionados

Rolar para cima
Rolar para cima