fbpx

Planejamento financeiro: como manter o e-commerce no azul?

Já fez o planejamento financeiro do e-commerce para 2023? Confira o que não pode faltar no seu plano!

Loja virtual sob Medida com agilidade e mensalidade acessível

Você sabia que uma das principais causas do fechamento das empresas é a falta de planejamento financeiro? Essa análise é extremamente importante, ainda mais quando o ano está perto de acabar. Então, se você ainda não fez, está na hora de montar o planejamento financeiro para o seu e-commerce!

Neste artigo, mostramos os principais pontos que você precisa observar para ter sucesso nessa tarefa, tomar as melhores decisões de negócios, garantir a saúde financeira da sua loja virtual e explorar as oportunidades que surgirem no próximo ano. Confira!

Planejamento financeiro 2023

Por que fazer um planejamento financeiro para e-commerce?

Planejar o seu e-commerce financeiramente é fundamental para criar uma estrutura. A ideia é fazer com que seu negócio não apenas conquiste estabilidade e se mantenha, como também consiga crescer.

No Brasil, 25% das empresas fecham as portas antes mesmo de completarem dois anos. Na maioria dos casos, esse triste cenário é explicado pela falta de planejamento financeiro.

O planejamento é feito para evitar problemas futuros, que podem comprometer a saúde financeira do negócio. Esse trabalho engloba os objetivos, a análise dos custos, a projeção da receita e o planejamento dos investimentos.

Afinal, a rotina de uma loja virtual costuma contar com muitas operações que podem impactar negativamente o orçamento, como abandono de carrinho, troca e devolução de produtos. Mesmo assim, esse é um modelo de negócio com grande potencial de crescimento.

Como fazer um bom planejamento financeiro para 2023?

Veja nossas principais dicas para um bom planejamento financeiro do e-commerce. Dessa forma, você já entra o próximo ano com uma visão ampla e aprofundada do seu negócio, otimizando os resultados da sua loja virtual.

Faça um levantamento das metas para o próximo ano

Se você quer que 2023 seja um ano de conquistas importantes, é preciso criar o planejamento financeiro para e-commerce agora. Para isso, um ponto fundamental é estabelecer as metas para o ano que vem.

Escrever as metas é interessante porque, assim, você e toda a sua equipe podem desenvolver uma ideia do que a marca pretende alcançar e o que será preciso colocar em prática em relação a recursos e investimentos.

Tenha muito cuidado na definição das metas. Lembre-se de que elas devem ser alcançáveis, mensuráveis, temporais, relevantes e específicas. Com essas características, elas se tornam possíveis e muito interessantes.

A grande maioria dos donos de e-commerce utiliza ao menos uma das seguintes metas:

  • Faturamento mensal. O valor a ser faturado a cada mês é definido levando-se em consideração a sazonalidade do segmento de atuação. Essa meta tem fácil definição e o controle é bastante simples. Se você não definiu nenhuma meta ainda, comece por aqui;
  • Número de pedidos. Outra ótima opção é definir quantas vendas deverão ser geradas a cada mês ou semana. Também pode-se optar por uma meta diária, porém o controle é mais complexo;
  • Ticket médio. A sugestão é definir uma meta de valor médio mensal dos pedidos, também considerando a sazonalidade. Lembre-se de que essa meta deve estar de acordo com as duas anteriores. Na verdade, ao dividir a meta de faturamento pelo número de pedidos, obtemos a nossa meta de ticket médio.

Existem diversas outras metas para uma loja virtual. Porém, essas são simples e não podem faltar no seu planejamento financeiro.

Crie projeções de receita e custos

A partir das metas que você traçou, será possível criar uma projeção da receita gerada.

Em paralelo a isso, avalie seus custos atuais, considerando os valores fixos e os variáveis. Faça, também, uma projeção desses valores para o próximo ano. Comparando a receita com os custos futuros, você terá uma percepção da situação financeira do e-commerce e da margem de lucro.

Planeje os investimentos do seu e-commerce

Planeje os seus investimentos

Para elaborar um bom planejamento financeiro para e-commerce, você também precisa projetar os seus investimentos para criar condições de aumentar as vendas.

Por exemplo, se você quer aumentar o conhecimento da marca, é muito recomendado direcionar uma verba para as estratégias de marketing digital, como anúncios do Google AdWords, divulgação nas redes sociais e nos meios offline.

Outro ponto-chave é reservar recursos para investimentos em tecnologia e novas funcionalidades. Como o mercado de e-commerce é muito dinâmico, sua loja virtual não pode ficar estagnada.

Analise o atual cenário

Um ponto importante a se destacar no planejamento financeiro do e-commerce é uma avaliação da situação da empresa. Isso porque, dependendo do porte da loja virtual, é comum misturar as contas pessoais com as empresariais.

Além disso, uma avaliação do cenário prevê um levantamento sobre todas as saídas e entradas, observando despesas e ainda contando com situações adversas que, quando não calculadas, podem colocar a empresa em dívida. Nesse sentido, é importante avaliar a taxa de devolução e ter uma visão do giro de estoque.

Negocie com os fornecedores

Começar o ano com dinheiro em caixa para investir no e-commerce é uma excelente ideia para garantir o crescimento do negócio. A questão é que nem sempre esse valor está disponível na empresa. Porém, é possível consegui-lo de outras formas.

Uma solução interessante é renegociar os pagamentos com os fornecedores. Nesse caso, vale destacar a importância de contabilizar o parcelamento do valor para que a empresa não entre em dívidas e a situação vire uma bola de neve.

Realize uma previsão de orçamento

Se o seu e-commerce já funciona há algum tempo, você provavelmente já percebeu que alguns custos de operação fazem parte da rotina e existem outros valores que precisam ser considerados, principalmente em períodos sazonais.

Pense nas ações que garantem as vendas no e-commerce e as operações necessárias, criando uma planilha completa com sua previsão de orçamento. O investimento com marketing e vendas é tão relevante quanto a gestão de estoque, e outro fator extremamente relevante: a plataforma de e-commerce.

Considere diferentes situações

Talvez você já tenha ouvido a fala de Helmuth von Moltke, na qual ele diz que nenhum plano sobrevive ao campo de batalha. Pensando na arte da guerra aplicada aos negócios, é fundamental que seu planejamento financeiro esteja focado em diferentes realidades.

Quem teria previsto a pandemia de Covid ao fazer o planejamento do negócio em 2019? Provavelmente, pouquíssimos negócios. Entretanto, prever variações no seu e-commerce pode contribuir, inclusive, para ter respostas mais eficientes em cenários imprevistos.

Faça uma análise do ponto de equilíbrio

O ponto de equilíbrio do negócio é um levantamento dos gastos previsíveis de todas as operações. Esse simples cálculo já indica as vendas mínimas que seu e-commerce precisa fazer para manter as portas abertas.

Não significa, é claro, que você precisa cumprir com todos os valores levantados. O planejamento financeiro ajuda, inclusive, a deixar as contas mais enxutas, melhorando o cenário do e-commerce.

Por exemplo, em vez de ter gastos com um programador para o desenvolvimento e a manutenção do seu e-commerce, você pode contratar uma ferramenta que ofereça uma estrutura de qualidade por um valor muito mais em conta.

Planejamento financeiro para e-commerce

Conte com uma solução de gestão financeira para e-commerce

Trabalhar com um e-commerce pode ser, por vezes, uma tarefa solitária. Então, para ter uma visão atualizada e mais ampla do seu negócio, considere investir em soluções de gestão financeira.

Com produtos como o BRT Turbo, o lojista recebe suporte e treinamento para planejar e operar o e-commerce. Além disso, o processo conta com consultorias em marketing e vendas, otimizando os resultados do negócio.

Invista tempo no planejamento financeiro do e-commerce

Por fim, tenha consciência de que o planejamento financeiro é um conjunto de ações que envolvem metas, custos, receita e investimento. Por isso, você vai dedicar um tempo para desenvolver esse plano. Em contrapartida, ganhará tempo, oportunidade e previsão de falhas no período subsequente, o que é extremamente vantajoso.

Gostou de conferir mais sobre planejamento financeiro para e-commerce? Cada um desses parâmetros deve ser interligado para gerar uma boa expectativa. Lembre-se de que esse trabalho de análise pode garantir a sobrevivência da loja virtual e a busca pelos lucros, além de gerar bons resultados para o próximo ano.

Agora que você já viu como criar um planejamento financeiro para e-commerce, confira dicas para reduzir os custos operacionais no seu negócio!

5/5 - (4 Votos)

Conteúdos relacionados

Rolar para cima
Rolar para cima