Como aplicar Growth Hacking na loja virtual

Growth hacking para e-commerce: como aplicar as melhores estratégias

Você sabe o que é growth hacking? Essa é uma das principais tendências do mercado e não pode ser ignorada pelas empresas do mercado. Caracterizada como uma estratégia que visa a otimização do orçamento do negócio e o uso de dados para tomar decisões, o growth hacking pode ser o diferencial para aumentar os lucros e a satisfação dos clientes no meio digital.

Quer saber como? apresentamos neste post o que é growth hacking e como essa estratégia pode ser usada para otimizar os resultados do seu e-commerce. Confira!

Afinal, o que é growth hacking?

O termo growth hacking não tem uma tradução literal para o português, porém pode ser entendido como “crescimento por meio de experimentos“, ou seja, é uma estratégia que usa testes para otimizar as ações de marketing.

A ideia da prática consiste em avaliar o cenário das ações de marketing e tecnologia, identificando pequenas brechas ou oportunidades (hacks) que podem ser alteradas para melhorar os resultados de forma a gerar crescimento (growth).

Um exemplo prático é feito na estratégia de e-mail marketing, testando dois tipos de títulos no mesmo disparo. Aquele com melhor conversão pode ser replicado nos próximos envios, garantindo melhor desempenho para a ação.

Como aplicar Growth Hacking na loja virtual

 

Quais os benefícios dessa prática?

Quando adotado de forma eficiente, o growth hacking promove uma série de benefícios para qualquer empresa. Para o e-commerce, se destacam:

  • otimização dos resultados da estratégia de marketing;
  • identificação do que realmente funciona;
  • maior aprendizado sobre as estratégias;
  • geração de dados para as decisões do time;
  • otimização da tomada de decisão;
  • alocação eficiente do orçamento.

Além disso, diversas práticas podem ser feitas sem custo, como o teste do e-mail marketing e alteração de cores, imagens e posições de botões na plataforma da loja virtual.

O teste ainda ocorre rapidamente, podendo gerar resultados rápidos e assertivos em apenas algumas horas, dependendo do tamanho da amostra usada e o fluxo de visitas do negócio.

Como adotar o growth hacking no meu e-commerce?

Apesar de não existir uma regra exata para praticar o growth hacking, é importante seguir algumas dicas que garantem sua eficiência. Abaixo, colocamos as 5 principais. Veja!

1. Entenda o cenário

O primeiro passo é avaliar o cenário do e-commerce, ou seja, como funcionam todos os processos de marketing e vendas da loja virtual — atração, nutrição, conversão e relacionamento.

Assim, é possível determinar quais atividades estão relacionadas e devem ser tratadas separadamente nos testes, uma vez que o experimento só é válido quando não há interferências externas ao resultado.

2. Identifique oportunidades

Durante a avaliação do cenário interno, é preciso identificar quais pontos podem se tornar oportunidades de otimização em cada ambiente da loja virtual. Alguns exemplos são cores, tamanhos de fontes, conteúdos e posições de call to action.

3. Determine uma ordem de testes

A próxima atividade é estabelecer um padrão e cronograma para os testes, definindo o tamanho da amostra, período de observação, quais testes serão realizados primeiro e quais podem ser feitos simultaneamente.

Por exemplo, testar opções na estratégia de e-mail para recuperar o carrinho de compra não impacta em ações de atração de consumidores para páginas de venda.

Testes de Growth Hacking

4. Implemente e avalie resultados

Planejamento pronto, é o momento de implementar e avaliar os resultados dos testes. Para isso, é preciso ter as ferramentas corretas que ajudam nas duas atividades.

Algumas plataformas de disparo de e-mail já oferecem a opção para fazer testes e criar relatórios de resultados. Os softwares de e-commerce também podem ter ambientes para experimentos.

5. Amplie para outras atividades

Por fim, os resultados positivos podem ser expandidos para demais atividades que seguem regras similares, garantindo melhores resultados para o negócio.

Essa prática deve ser monitorada para garantir que o que funciona numa página também gera bons resultados em outra, mesmo quando elas são parecidas.

Fica evidente que o growth hacking é uma prática interessante para o e-commerce. Sua eficiência depende de planejamento e principalmente de autonomia para que os profissionais possam testar e implementar mudanças.

5 Estratégias práticas de growth hacking para implementar desde já

Agora que você já conhece o significado do termo growth hacking, os benefícios e como implementá-lo em seu negócio, vamos a 5 estratégias para já entrar no seu planejamento de 2022 e alavancar as suas vendas!

Foque no SEO da sua loja virtual

Uma boa estratégia de SEO eleva as suas vendas de maneira saudável. Por ser um planejamento e execução de médio a longo prazo, a sua marca também irá alcançar conhecimento e credibilidade. Isso porque o SEO te levará aos primeiros resultados das buscas do Google, tudo de forma orgânica.

Aposte em URL’s amigáveis, rankeamento de palavras-chaves, experiência de usuários, carregamento de páginas e outros. Para ver essas e outras dicas, além de entender, na prática, como funciona o buscador do Google, clique aqui.

Aposte no tráfego pago

Entregar seu produto para quem o procura. É isso que o tráfego pago fará por você! Essa é uma estratégia com resultados de curto a médio prazo e você pode começar com investimentos pequenos ao mês.

Anúncios no Google, Facebook, Instagram e TikTok são os mais utilizados atualmente. Saiba onde está a sua persona e inicie os testes. Ah, e não esqueça de determinar o objetivo da campanha que vai desde conhecimento de marca até conversão. Entenda mais.

Tenha um calendário de publicação nas redes sociais

Estar nas redes sociais exige planejamento de publicações, afinal, esse também é um canal de vendas e fidelização. Podemos até dizer que, atualmente, as mídias sociais são os principais canais para encantar e vender, mesmo que indiretamente.

Para isso, analise, dentro do seu nicho, quais são as datas mais importantes para promoções e interações. Para além disso, mantenha o FEED atualizado com uma média de, no mínimo, três publicações semanais. Stories, REELS e vídeos virais também podem funcionar super bem!

Com a velocidade das mudanças ocorridas no Instagram e TikTok, por exemplo, é preciso também estar sempre atento para entender o mercado e acompanhar os algoritmos e tendências, combinado?

Redes sociais

Faça testes A/B em seu site

Um simples teste de cor do botão pode levar a um aumento de vendas. Dessa maneira, um bom planejamento de Growth Hacking é essencial!

Mas, teste A/B pode ser feito em outras frentes também como anúncios em tráfego pago e até publicações nas redes sociais utilizando chamadas diferentes para uma mesma ação.

Utiliza os gatilhos mentais

Já ouviu falar sobre os gatilhos mentais? Essa é uma tática muito utilizada por profissionais do marketing que utilizam a “dor” ou alguma urgência do usuário para o aumento das conversão em vendas. Se pararmos para observar, estamos cercados de gatilhos mentais a todo o momento.

Quer um exemplo? Uma oferta por tempo limitado gera urgência e leva a pessoa a uma compra por impulso. Esse é, inclusive, o principal gatilho mental que vemos em grandes datas como a Black Friday.

E aí, gostou de saber o que é growth hacking e como adotar essa tendência para otimizar o Marketing Digital no seu e-commerce? Então siga a Bertholdo nas redes sociais e receba mais conteúdos como este. Estamos no Facebook, YouTube, Instagram e LinkedIn!

4.6/5 - (9 avaliações)

Conteúdos relacionados

Rolar para cima