fbpx

Plataforma Magento 2 – O que é? Vale a pena em 2024? Quem usa?

Você deseja criar uma loja virtual? Quer saber se o Magento 2 é uma boa opção? Esse artigo é para você.

✓ Conteúdo criado por humano

Magento é uma das plataformas líderes em comércio eletrônico no mundo, fato atestado pelo Quadrante Mágico do Gartner . O Magento 2 é uma plataforma de e-commerce completa, customizável e robusta para criação de lojas virtuais de qualquer segmento ou porte. Sua primeira versão estável foi  lançada em novembro de 2015.

Em 2018, a Adobe adquiriu o Magento e desde então o renomeou como “Adobe Commerce”. A mudança de nome reflete a integração do Magento na suíte de soluções de comércio eletrônico da Adobe, que inclui uma variedade de ferramentas e serviços para criar e gerenciar experiências de comércio digital. No entanto, muitos ainda se referem à plataforma como Magento, especialmente considerando que a versão de código aberto do software ainda é chamada de Magento Open Source.

Você deseja criar uma loja virtual? Quer saber se o Magento é uma boa opção? Esse artigo é para você.

Magento é lider no e-commerce devido à sua ampla utilização no mercado. Grandes marcas no Brasil e no mundo confiam nessa plataforma.

Confira alguns exemplos de marcas globais que utilizam a plataforma: Coca-Cola, Nike, Burger King, Ford, Samsung, entre várias outras.

No Brasil, ele também é amplamente utilizado por milhares de lojas virtuais, sendo uma das plataformas mais utilizadas no país. Conheça algumas lojas virtuais no Brasil que utilizam essa plataforma.

Já falamos por aqui sobre a história do Magento. Agora, vamos conversar sobre as definições da plataforma, como ela funciona e as suas particularidades.

Venha conosco descobrir o que é Magento.

Afinal, o que é Magento?

De início, podemos afirmar que Magento é a plataforma de e-commerce mais utilizada em todo o mundo.

Muitos dizem, sem exageros, que pensar em loja virtual também é pensar em Magento. Prova disso são os mais de 240 mil lojistas em todo o mundo que escolheram essa plataforma.

Em 2018, a plataforma de comércio eletrônico foi comprada pela Adobe, empresa que criou o Photoshop, por 1,68 bilhão de dólares

Afinal, o que é plataforma de e-commerce? A forma mais simples de entender é visualizar as principais funcionalidades de uma plataforma, que são:

  • cadastrar produtos;
  • incluir e alterar preços e promoções;
  • controlar estoque;
  • oferecer meios de pagamento como cartão de crédito e boleto;
  • enviar produtos e gestão de pedidos;
  • relatórios e outras funcionalidades.

Confira as principais características da plataforma de e-commerce de código-fonte aberto:

Linguagem de programação PHP
Banco de dados MY-SQL
Sistema operacional Todos (multiplataforma)
Multi-idioma SIM
Suporte para múltiplas moedas SIM
Recursos para SEO Avançado
Suporte para localização Brasil Completa
Licença OSL Ver. 3 / AFL Ver. 3
Página oficial Adobe Commerce

Magento - O que é? Funciona em 2024?

O investimento em Magento funciona em 2024?

Investir em uma loja virtual Magento no Brasil ainda pode ser uma excelente escolha, dependendo das necessidades específicas do seu negócio e das capacidades da sua equipe técnica. Aqui estão alguns dos diferenciais e desvantagens do Magento a serem considerados:

Diferenciais:

  1. Flexibilidade e escalabilidade: Magento é altamente flexível e escalável, permitindo que você personalize e expanda sua loja virtual conforme necessário. Isso é especialmente vantajoso para empresas com planos de crescimento a longo prazo.
  2. Rico conjunto de recursos: Magento oferece uma ampla gama de recursos e funcionalidades, incluindo gerenciamento avançado de catálogo, opções de personalização, poderosas ferramentas de SEO e integrações com uma variedade de sistemas de pagamento e transporte.
  3. Comunidade ativa: Como uma plataforma de código aberto, Magento possui uma grande comunidade de desenvolvedores, designers e usuários que contribuem com extensões, temas e suporte técnico. Isso pode ser extremamente útil para resolver problemas e encontrar soluções específicas.
  4. Segurança: O Magento tem um histórico de foco na segurança, o que é crucial para proteger os dados do cliente e garantir transações seguras online.

Desvantagens:

  1. Complexidade técnica: Magento pode ser mais complexo de configurar e gerenciar em comparação com outras plataformas de comércio eletrônico, como por exemplo o WooCommerce. É necessária uma equipe técnica competente para lidar com instalação, personalização, manutenção e atualizações.
  2. Custo: Enquanto a versão de código aberto do Magento é gratuita, há custos associados à hospedagem, desenvolvimento de temas, extensões personalizadas e suporte técnico. Além disso, a versão comercial, Adobe Commerce, pode ter custos adicionais.
  3. Requisitos de hardware: Magento pode exigir recursos de hardware significativos, especialmente para lojas virtuais de grande porte. Isso pode resultar em custos adicionais de hospedagem.
  4. Curva de aprendizado: Para usuários menos experientes, pode haver uma curva de aprendizado íngreme ao começar a usar o Magento, especialmente para aproveitar ao máximo seus recursos avançados.

Em resumo, investir em uma loja virtual Magento pode ser uma ótima opção se você precisa de uma plataforma flexível e escalável, está disposto a lidar com a complexidade técnica e tem recursos para investir no desenvolvimento e na manutenção da loja. No entanto, é importante avaliar cuidadosamente suas necessidades e recursos antes de tomar uma decisão.

Quem usa a Plataforma Magento?

A plataforma Magento 2 (agora conhecida como Adobe Commerce) é utilizada por empresas de diversos portes e setores, desde pequenas lojas virtuais até grandes varejistas globais. Confira alguns exemplos:

  • Nike: A gigante multinacional de artigos esportivos utiliza a plataforma Magento 2 para sua loja virtual, que oferece uma ampla variedade de produtos para homens, mulheres e crianças.
  • Samsung: A multinacional sul-coreana de eletrônicos utiliza a plataforma Magento 2 para sua loja virtual, que oferece diversos produtos como smartphones, TVs, tablets e eletrodomésticos.
  • Ford: A montadora americana utiliza a plataforma Magento 2 para sua loja virtual, que oferece diversos produtos como carros, caminhões e peças automotivas.
  • Coca-Cola: A gigante multinacional de bebidas utiliza a plataforma Magento 2 para sua loja virtual, que oferece diversos produtos das marcas Coca-Cola, Fanta, Sprite e Schweppes.
  • L’Oréal: A multinacional francesa de cosméticos utiliza a plataforma Magento 2 para sua loja virtual, que oferece diversos produtos de beleza para homens e mulheres.

No Brasil, o Magento é uma das plataformas de e-commerce mais populares, utilizada por lojas virtuais de todos os portes. Entre os exemplos de grandes empresas que utilizam a plataforma estão:

  • Riachuelo: A gigante do varejo de moda possui uma loja virtual robusta e completa, com uma ampla variedade de produtos para homens, mulheres e crianças.
  • Droga Raia: Uma das maiores redes de drogarias do país, a Droga Raia utiliza o Magento para oferecer uma ampla variedade de medicamentos, produtos de higiene pessoal e beleza.
  • Ipanema: A marca de sandálias e calçados Ipanema utiliza a plataforma Magento 2 para sua loja virtual, que oferece produtos para homens, mulheres e crianças.

Esses são apenas alguns exemplos de grandes empresas que utilizam a plataforma Magento 2 ou Adobe Commerce. Confira também  o Top 10 das Melhores Lojas Magento do Brasil. Essa lista, organizada pela Bertholdo, é atualizada com frequência.

O Magento se destaca por oferecer diversas versões que atendem às necessidades específicas de empresas de todos os portes. Seja você um pequeno negócio começando sua jornada no e-commerce ou uma grande empresa buscando uma plataforma robusta e escalável, o Magento possui a solução ideal.

Conheça as versões do Magento

Vamos voltar um pouco no tempo, em 2008, ano em que a plataforma foi lançada. Chamada de Magento Community, a primeira versão já trazia um dos seus principais diferenciais: a customização.

De lá pra cá, o sistema foi reformulado e, em novembro de 2015, o mercado recebeu o tão aguardado Magento 2.0. O suporte ao Magento 1 terminou em junho de 2020.

O Magento possui várias versões, cada uma com suas próprias características e funcionalidades. Aqui estão as principais versões:

  1. Magento Open Source (anteriormente Magento Community Edition): Esta é a versão de código aberto do Magento, que oferece uma plataforma básica de comércio eletrônico gratuita. Ela fornece recursos essenciais para criar uma loja virtual, mas requer mais conhecimento técnico para configuração e personalização.
  2. Adobe Commerce (anteriormente Magento Enterprise Edition): Esta é a versão comercial do Magento, que oferece recursos avançados, suporte técnico prioritário e serviços adicionais para empresas de médio a grande porte. Adobe Commerce é uma solução robusta para empresas que precisam de escalabilidade, personalização e suporte avançado.
  3. Magento Commerce Cloud: Esta é uma versão em nuvem do Magento Commerce, que oferece os mesmos recursos avançados da versão Commerce, mas hospedada na infraestrutura em nuvem da Adobe. Magento Commerce Cloud é uma opção conveniente para empresas que desejam escalabilidade e desempenho aprimorados, além de gerenciamento simplificado da infraestrutura.

As versões Adobe Commerce e Magento Commerce Cloud otimizam as rotinas para que gigantes do e-commerce, como Nike e Samsung, gerenciem, facilmente, grandes volumes de produtos e transações. Porém, a diferença de investimento entre elas e a versão Open Source pode ser significativa e depende de vários fatores, incluindo as necessidades específicas da empresa e o nível de suporte desejado.

A grande maioria das lojas virtuais no Brasil utiliza a versão Open Source combinada com módulos de terceiros para complementar suas funcionalidades.

Confira um resumo das diferenças de investimento entre as duas versões:

1) Magento Open Source (anteriormente Magento Community):

  • Gratuito para baixar e usar.
  • Custos associados principalmente à hospedagem, desenvolvimento de temas personalizados, extensões e suporte técnico.
  • Maior liberdade de personalização, mas requer mais conhecimento técnico para configuração e manutenção.

2) Adobe Commerce (anteriormente Magento Enterprise):

  • Licenciamento baseado em assinatura com taxas anuais.
  • Inclui recursos avançados, como gerenciamento de catálogo mais robusto, segmentação de clientes, suporte ao cliente, ferramentas de marketing avançadas e integradas, e suporte técnico prioritário da Adobe.
  • Opção para hospedar no ambiente do cliente ou na nuvem.

Quanto ao Magento Commerce Cloud, que é uma versão em nuvem, o investimento também é baseado em assinatura, mas com a vantagem de que a infraestrutura é gerenciada pela Adobe, o que pode reduzir alguns custos associados à hospedagem e à manutenção da infraestrutura. No entanto, o Magento Commerce Cloud ainda pode ser uma opção relativamente cara para empresas de pequeno porte devido às taxas de assinatura mais elevadas em comparação com o Magento Open Source.

Para uma empresa de pequeno porte, pode ser mais viável inicialmente utilizar o Magento Open Source devido à sua gratuidade e custos de hospedagem mais baixos. À medida que a empresa cresce e exige mais recursos e suporte, pode ser considerada uma migração para o Adobe Commerce ou Magento Commerce Cloud.

É importante realizar uma análise cuidadosa dos requisitos do negócio, dos recursos disponíveis e do orçamento antes de decidir qual versão do Magento é a mais adequada. Além disso, consultar um especialista em comércio eletrônico pode ajudar a determinar a melhor solução para as necessidades específicas da empresa.

Como a plataforma funciona?

Com código aberto (open source), a plataforma pode ser alterada por pessoas que entendem de programação. Mas, olha, esse conhecimento é avançado, então, o mais indicado é que você buscar por uma empresa especializada em Magento, ok?

O Magento é uma plataforma de e-commerce robusta e escrita totalmente em PHP, que é uma linguagem de script código aberto, de uso geral e muito utilizada pelos programadores. Essa linguagem de programação também é utilizada por diversos sistema web, como WordPress, WooCommerce, Joomla, entre outros.

Construído em módulos independentes, o Magento permite que desenvolvedores criem novas funcionalidades de acordo com as necessidades do mercado. Lembrando que outros sistemas para e-commerce também permitem isso, mas o Magento leva o conceito de estrutura modular ao limite extremo.

Essa estrutura em módulos torna o sistema muito flexível. Foi exatamente essa característica que permitiu uma rápida adaptação da plataforma ao mercado brasileiro.

A integração com outros sistemas também é simplificada pela utilização da estrutura modular. Todas as grandes soluções para e-commerce (como por exemplo meios de pagamento, ERP, integração com e-mail marketing, etc) oferecem módulos gratuitos para a plataforma Magento. Isso significa grande economia nos projetos.

Entenda os módulos que ampliam os recursos

Vamos falar sobre viver uma experiência! Hoje, já sabemos que uma compra precisa oferecer muito mais do que apenas produtos e preço baixo. Assim, a sua loja deve fazer com que seu cliente tenha a melhor experiência possível, torne-se seu “fã” e compartilhe seu nome, como diz o ditado popular, com Deus e o mundo!

Papo de Loja – Podcast sobre E-commerce

Quais são os módulos Magento?

Os módulos do Magento ajudam, e muito, quando falamos em experiência de compra. Entenda módulo como uma forma de adicionar novas funcionalidades ao seu e-commerce.

Uma curiosidade é que os módulos mudam de acordo com o país de origem. No Brasil, por exemplo, lojas virtuais adicionam como forma de pagamento o boleto bancário. Essa característica local é implementada para lojas brasileiras mediante a implementação de módulos específicos.

Alguns dos módulos mais usados e recomendados são: recuperação de carrinhos abandonados, calcular frete na página do produto, seleção de cores e tamanhos, pagamento com cartão de crédito e débito, boleto bancário, integração e cálculo de frete dos correios.

As principais tendências da plataforma Magento em 2024:

A plataforma Magento está bem posicionada para se beneficiar das principais tendências do varejo brasileiro em 2024. A plataforma oferece diversos recursos que permitem aos varejistas atender às demandas dos consumidores brasileiros e se destacar no mercado competitivo. Confira as principais tendências para 2024:

1. Crescimento contínuo do Magento no Brasil: A plataforma já é líder global em e-commerce e sua popularidade no Brasil segue em alta. A expectativa é que o Magento continue a conquistar market share no país, especialmente entre grandes varejistas.

2. Adoção do Magento 2: A versão mais recente da plataforma oferece diversos benefícios, como maior segurança, escalabilidade e flexibilidade. Espera-se que a migração para o Magento 2 se acelere em 2024, impulsionada por essas vantagens e pelo fim do suporte ao Magento 1 em junho de 2020.

3. Aumento da demanda por personalização: Os consumidores brasileiros buscam experiências de compra personalizadas e relevantes. O Magento oferece recursos avançados de personalização, como segmentação de clientes, conteúdo dinâmico e recomendações de produtos, que permitem aos varejistas atender a essa demanda.

4. Integração com omnichannel: O varejo omnichannel, que integra canais online e offline, é uma tendência crescente no Brasil. O Magento se destaca por sua capacidade de se integrar com diversos sistemas, como ERPs, CRMs e marketplaces, facilitando a implementação de estratégias omnichannel.

5. Crescimento do headless commerce: O headless commerce separa a parte frontal da loja virtual (front-end) da parte de gerenciamento (back-end). Essa arquitetura oferece maior flexibilidade e permite que os varejistas criem experiências de compra personalizadas em diversos canais, como websites, aplicativos móveis e marketplaces.

6. Adoção de tecnologias de inteligência artificial: A inteligência artificial (IA) está revolucionando o varejo e o Magento oferece diversas ferramentas que utilizam essa tecnologia, como chatbots, análise de dados e recomendações de produtos personalizadas.

7. Foco na segurança e na proteção de dados: A segurança é uma das principais preocupações dos consumidores online. O Magento oferece recursos avançados de segurança, como criptografia de dados e proteção contra ataques DDoS, que garantem a segurança dos dados dos clientes.

8. Crescimento do mobile commerce: O mobile commerce é um dos segmentos que mais cresce no varejo brasileiro. O Magento oferece recursos otimizados para dispositivos móveis, como layouts responsivos e pagamentos móveis, que garantem uma experiência de compra fluida para os consumidores.

9. Aumento da demanda por soluções B2B: O Magento também é uma plataforma robusta para e-commerce B2B. Espera-se que a demanda por soluções B2B no Magento cresça em 2024, impulsionada pelo crescimento do e-commerce B2B no Brasil.

10. Busca por profissionais especializados: A crescente demanda por soluções Magento no Brasil impulsiona a busca por profissionais especializados na plataforma. Desenvolvedores, integradores e consultores com experiência em Magento são cada vez mais requisitados no mercado.

Recomendações:

    • Varejistas que ainda não utilizam o Magento devem considerar a plataforma para suas operações de e-commerce.
    • É importante investir na migração para o Magento 2 para aproveitar os benefícios da versão mais recente da plataforma.
    • A personalização da experiência de compra é fundamental para se destacar no mercado competitivo.
    • O omnichannel é uma estratégia essencial para atender às expectativas dos consumidores brasileiros.
    • A inteligência artificial oferece diversas oportunidades para otimizar as operações de e-commerce.
    • A segurança e a proteção de dados são aspectos críticos que devem ser considerados.
    • O mobile commerce é um segmento que não pode ser ignorado.
    • Soluções B2B no Magento podem ser uma ótima oportunidade para empresas que atuam nesse segmento.
    • Investir na capacitação de profissionais especializados em Magento é essencial para o sucesso da plataforma.
    • Acompanhar as tendências do mercado é fundamental para se manter competitivo.

Magento ou WooCommerce? Confira as vantagens e desvantagens

Magento ou WooCommerce? Compare!

A plataforma Magento é ideal para grandes varejistas que precisam de uma plataforma robusta e escalável com recursos avançados. O WooCommerce é ideal para pequenos e médios varejistas que buscam uma plataforma fácil de usar e gerenciar com custos mais baixos.
A escolha da plataforma ideal depende das necessidades específicas do seu negócio. É importante considerar fatores como custo, complexidade, desempenho, suporte, extensões e plugins antes de tomar uma decisão. Confira nossa comparação:

Custo:

  • O Magento é geralmente mais caro que o WooCommerce, tanto em termos de licenciamento quanto de desenvolvimento e manutenção.
  • A versão Open Source do Magento é gratuita, mas exige conhecimento técnico para instalação e configuração.
  • A versão Enterprise do Magento é paga e oferece suporte técnico e recursos adicionais, mas pode ser proibitiva para pequenos e médios varejistas.
  • O WooCommerce é gratuito e de código aberto, o que o torna mais acessível para iniciantes e pequenos negócios.

Complexidade:

  • O Magento é uma plataforma mais complexa que o WooCommerce, o que pode dificultar a instalação, configuração e gerenciamento da loja virtual.
  • A curva de aprendizado do Magento é mais íngreme, exigindo mais tempo e recursos para treinamento e desenvolvimento.
  • O WooCommerce é mais fácil de usar e gerenciar, mesmo para usuários com pouco conhecimento técnico.

Desempenho:

  • O Magento pode ser mais lento que o WooCommerce, especialmente em lojas virtuais com grande volume de tráfego.
  • O desempenho do Magento pode ser otimizado com configurações avançadas e servidores de alta performance, mas isso pode aumentar os custos.
  • O WooCommerce é geralmente mais rápido que o Magento, especialmente em lojas virtuais com menor volume de tráfego.

Suporte:

  • O Magento oferece suporte técnico pago através da Magento Commerce Cloud.
  • A comunidade Open Source do Magento também oferece suporte, mas pode ser menos confiável e menos eficiente que o suporte pago.
  • O WooCommerce oferece suporte técnico gratuito através da comunidade WordPress.
  • A comunidade WordPress é muito grande e ativa, o que facilita encontrar ajuda e suporte para o WooCommerce.

Extensões e plugins:

  • O Magento possui um grande marketplace de extensões e plugins, mas muitos deles são pagos.
  • O WooCommerce também possui um grande marketplace de extensões e plugins, muitos dos quais são gratuitos.

Resumo:

Característica Magento WooCommerce
Custo Mais caro Mais acessível
Complexidade Mais complexo Mais fácil de usar
Desempenho Pode ser mais lento Geralmente mais rápido
Suporte Suporte técnico pago Suporte técnico pago ou
ajuda gratuita da comunidade
Extensões e plugins Muitos plugins pagos Muitos plugins gratuitos

Como escolher a hospedagem?

Se você já pesquisou sobre o que é Magento, com certeza, já deve ter visto reclamações sobre a lentidão da plataforma. Mas, isso é um equívoco.
Na verdade, existem muitos mitos sobre essa plataforma. No vídeo abaixo você confere os principais. Clique no play e confira!

Magento é uma ferramenta eficaz. Se ele não funcionar da maneira desejada, pode ser algum problema externo.

Normalmente, travamentos e lentidão são causados por um servidor de hospedagem de má qualidade ou mal configurado. Investigue!

Pesquise fornecedores, planos adequados, custo/benefício e suporte Magento especializado para a sua loja virtual. Para contar com informação de qualidade, baixe o nosso e-book: Como abrir uma loja virtual Magento.

Pense que uma loja virtual de pequeno porte e outra de grande porte, por exemplo, precisam de servidores com configurações distintas. Podemos garantir que estudar essa escolha, vai evitar problemas futuros na sua loja virtual.

Uma excelente dica é avaliar a contratação de um plano Magento SAAS, dessa forma todas as questões técnicas (incluindo hospedagem) são terceirizadas para uma equipe especializada.

Como criar sua loja virtual Magento

Agora, talvez sua dúvida seja: Como criar uma loja virtual Magento?

Pelo que contamos, durante esse texto, desenvolver um e-commerce sem apoio de profissionais, mesmo a partir de uma plataforma com código aberto, pode ser complicado, pouco viável e exigir grande esforço e investimento de tempo.

Caso você precise de um passo a passo sobre como criar sua loja virtual, então não perca mais tempo e baixe nosso e-book. Ele foi feito para ajudar você nessa jornada.

Guia prático: como abrir uma loja virtual Magento

 

Se você estiver pensando em montar uma loja virtual, talvez você deseje conhecer preços e condições. Na página do BRT Loja você encontra essas e muitas outras informações.

Como Magento é open source, muitos lojistas apostam no modelo “faça você mesmo”. Nós não recomendamos esse caminho, pois o empreendedor acaba perdendo o foco e desperdiçando recursos. Quase sempre esses projetos morrem na praia.

A Consultoria em Magento pode ser o atalho mais rápido para vender na internet. Contar com uma equipe de profissionais pode economizar tempo e evitar erros fatais.

A Bertholdo pode te ajudar. Você pode conversar gratuitamente com um consultor e esclarecer quaisquer dúvidas que ainda tenha sobre a plataforma Magento. Não deixe de conferir!

Agora, que você já conhece a plataforma Magento, descubra as vantagens de contar com o apoio de um empresa especializada. Esse conteúdo mostra a melhor trilha para o topo.

Para ficar por dentro das novidades do e-commerce, assine a nossa newsletter. Assim você recebe as novidades em primeira mão direto no seu e-mail.

4.2/5 - (57 Votos)
Checkup de Loja Virtual

Autor/a

Bertholdo

Conteúdos relacionados

Rolar para cima
Rolar para cima