O termo E-commerce pode ser traduzido como comércio eletrônico. Ou seja, utilizar a internet como canal de vendas e relacionamento com clientes.

Essa modalidade de venda é cada vez mais utilizada no Brasil e no mundo. Para não ficar de fora dessa oportunidade, veja o que é e-commerce e o que mais é relevante você saber para ter um e-commerce de sucesso!

Ao longo dos anos, o varejo se transformou junto com os clientes. Hoje, as pessoas buscam novas formas de consumir, com praticidade e segurança. Para oferecer isso aos consumidores, é essencial saber o que é e-commerce.

O que é e-commerce? Nós te explicamos!

O que é e-commerce e como surgiu?

O termo e-commerce (ou comércio eletrônico em português) é uma modalidade de comércio onde os negócios e transações financeiras são realizadas via dispositivos e plataformas eletrônicas, como computadores, tablets e smartphones.

Esse tipo de comércio pode contar com diversos canais de vendas. O mais conhecido são as lojas virtuais. Porém, também temos outros como por exemplo: Marketpalces, vendas nas redes sociais e até vendas por e-mail marketing.

Infelizmente, muitas pessoas, blogs e até a imprensa tratam o termo e-commerce como sinônimo de loja virtual. Esse é um grande equívoco.

Vale dizer que a expressão e-commerce se diferencia do termo “loja virtual”. A loja virtual é o website em que os clientes adquirem os produtos, ou seja, é um dos canais do e-commerce. Porém, existem outros canais, como já dizemos.

Antigamente, o único jeito de fazer compras era de maneira física, ou seja, ir a uma loja, escolher o produto e sair com ele. Entre os anos 1980 e 1990, o comércio por telefone e o catálogo apareceram. As pessoas, então, faziam seus pedidos à distância e esperavam um tempo razoável até recebê-los.

Em meados da década de 1990, a internet surgiu no Brasil. Ela ganhou força, proporção e alcance nas últimas duas décadas. As pessoas passaram a se comunicar, e logo se interessaram pelas compras por meio on-line. 

A partir de 1995, o comércio eletrônico se tornou uma realidade. Nos últimos anos, tem se desenvolvido a passos largos em todo o mundo. 

Como funciona o e-commerce?

Em uma loja virtual ou marketplace, os produtos estão anunciados em páginas, que funcionam como vitrines. Nele, fotos dos produtos e vídeos são comuns. Também são apresentadas as especificações técnicas e características como peso, dimensões e preço.

O cliente, então, pode adicionar um produto ao carrinho e continuar comprando ou seguir para o pagamento. Na hora de pagar, ele deve fazer um breve cadastro ou fornecer informações básicas, como nome, CPF e endereço de entrega. Dependendo do local, há a cobrança de frete, que é incluída à parte do preço.

A escolha da forma de pagamento vem em seguida. Ao optar pelo cartão de crédito ou débito, as informações são transmitidas por uma rede segura, de modo a evitar fraudes. Depois, o cliente só precisa esperar para receber o pedido no lugar desejado.

O que é e-commerce?

Quais são os tipos existentes?

Depois de entender o que é e-commerce, é o momento de pensar nos tipos existentes. A princípio, o e-commerce pode vender produtos físicos ou digitais, como vídeos, cursos e e-books. Em alguns casos, como a Amazon, as vendas são mistas.

Também acontece de o e-commerce ser varejista ou atacadista. No primeiro caso, o cliente final é o público de interesse, enquanto no segundo, geralmente, o foco fica nas empresas.

Há, ainda, o marketplace. Ele funciona como um “shopping virtual”, em que uma marca maior abriga várias lojas virtuais. Assim, diversos negócios oferecem o mesmo produto e o comprador escolhe aquela que for mais conveniente.

Quais são as vantagens do comércio virtual?

Vender pela internet é vantajoso, em primeiro lugar, porque é possível diminuir custos. Você não precisa, necessariamente, manter uma loja física — basta ter um ambiente para estocar produtos e despachar os pedidos.

Também é uma forma de ficar atualizado com as novas necessidades e de gerar conforto para os clientes. Para melhorar, todos os resultados podem ser analisados, como o número de visualizações de um produto ou abandono de carrinho. Como consequência, há uma conquista de competitividade em relação aos concorrentes.

Quais são as estratégias e tendências para o futuro?

Já nos próximos anos, é possível esperar que o comércio virtual ganhe força. Por causa da grande quantidade de dispositivos móveis, como os celulares, o e-commerce seque em ritmo de crescimento. Então, é preciso pensar nos consumidores que preferem comprar a partir do celular ou tablet, por exemplo.

Entre as estratégias, estão: fazer a divulgação nas redes sociais, utilizar outras ferramentas do marketing digital e buscar um relacionamento personalizado com seus consumidores. Assim, é possível se destacar e conseguir melhores resultados.

Ao entender o que é e-commerce, você notará que essa abordagem já faz parte da vida dos consumidores. Considere adotá-la para gerar crescimento de receita para seu empreendimento!

O post foi útil para você? Aproveite para aprofundar no tema e ver como gerenciar um e-commerce no longo prazo! Boa leitura!

(Visited 8 times, 1 visits today)